Respostas sobre Recepção de Satélite feitas pela Alana

936

A nossa leitora Alana, de Brasília, nos enviou algumas perguntas básicas sobre recepção de tv via satélite que imagino devem ser de milhares de outros leitores que chegam ao GPS.Pezquiza.com.

Vamos ao que nos escreveu pelas mensagens do Facebook a Alana:

“Oi, queria tirar algumas dúvidas que estão me matando a anos, as respostas não encontrei na internet então acho que aqui é o local certo, já que não encontrei outro meio de entrar em contato, vai ser por aqui mesmo, são perguntas inocentes mas que farão muita diferença para mim, é o seguinte:

1 – o satélite orbita a Terra não é verdade? Então quer dizer que ele não fica parado, então eu gostaria de saber por que o sinal da tv via satélite não cai enquanto o satélite estiver, por exemplo, do outro lado do mundo, no Japão ou outro país que não seja os céus do Brasil, por que o sinal continua ativo mesmo o satélite estando em constante movimento em volta da Terra?

2 – Podemos nos conectar a satélites de telecomunicações internacionais? E pessoas de outros países podem se conectar aos satélites daqui?

3 – Se cada país tem os seus satélites, imagino que deve ter vários satélites em órbita atualmente, por que não chocam entre si?

Gostaria de tirar essas dúvidas, se não puder responder todas as perguntas gostaria que respondesse ao menos a primeira.”

Alana, muito obrigado por nos enviar suas perguntas pois elas servirão a milhares de outros leitores do site também.

Nosso e-mail de contato mais rápido é richardelima@gmail.com, ok?

Vamos então às respostas pelos números das perguntas:

1 – Sim, os satélites de tv estão em uma órbita com altitude aproximada de 36 mil quilômetros acima do nível do mar, para você ter uma ideia do que esta distância representa, a circunferência da Terra é de 40 mil quilômetros.

Estes satélites estão a esta altitude não por uma coincidência ou acaso, mas sim por uma razão de lógica científica, é que nesta altitude ocorre um equilíbrio entre as forças gravitacionais que puxam o satélite de volta à Terra e as forças que puxam o satélite para o espaço, por conta deste equilíbrio o que ocorre é que o satélite naturalmente nem cai na Terra e nem foge para o espaço, ele se mantém naquela mesma altitude somente com as forças gravitacionais que agem nos objetos que estão “soltos” no espaço.

Ok, já sabemos que o satélite fica lá parado naquela altitude e nem desce e nem sobe, mas e sobre ele estar o tempo todo dando voltas em volta da Terra, por que o sinal da tv não cai? É por que ele não está dando voltas em volta da Terra mas ele também não está parado, ele está acompanhando o movimento de rotação da Terra numa velocidade compatível com ela e desta maneira para um observador que esteja aqui na Terra, ou para um objeto que precisa captar o sinal do satélite, como a antena parabólica, por exemplo, parece que o satélite está lá parado no céu.

Os satélites de tv que transmitem para o Brasil estão sempre em cima do Brasil ou muito próximos do Brasil, eles nunca estão viajando no espaço e indo até o Japão, por exemplo.

Nós temos uma matéria muito boa sobre este assunto, leia ela em Como é possível o satélite ficar parado na sua posição orbital? Um segredo: Eles não ficam parados.

2 – Sim, nós podemos captar satélites internacionais, mas há um limite para essa captação e esse limite é a capacidade de transmissão de sinal e a configuração de local para onde este sinal será transmitido que é feita em cada satélite. Não podemos captar um satélite do Japão, por exemplo, mas eventualmente conseguimos captar satélites que transmitem para a Europa.

Alguns países europeus e africanos também conseguem captar alguns sinais de satélites de tv que transmitem para o Brasil, tudo depende de paciência, bons equipamentos e antenas com diâmetro bem maior do que estamos acostumados para a recepção de tv digital via satélite.

3 – Todos os países desenvolvidos tem seus satélites de comunicações e outros tipos de satélite.

Vamos nos ater aos de telecomunicações, que são esses que ficam em órbita “parados” à 36 mil km da Terra.

Apesar de existir mais de uma centena deste tipo de satélite em volta da Terra e apesar de eles estarem ordenados em uma fila em órbita dezenas de milhares de quilometros acima da linha do Equador, a distância que existe entre um satélite e outro no espaço é de dezenas e até centenas de quilômetros.

Isto torna a possibilidade de choque entre satélites operacionais ser praticamente nula, já que os satélites também carregam sistemas que os permitem realizar manobras no espaço, tanto para que possam se colocar em sua posição orbital correta quanto para que possam se desvencilhar de possíveis acidentes espaciais.

Mas os satélites sempre correm o perigo de que algum lixo espacial possa vir a se chocar com eles, e atualmente este é um perigo cada vez mais eminente.

Leia aqui uma matéria falando sobre um acidente em órbita causado por lixo espacial: Satélite equatoriano danificado por lixo espacial russo

Alana, muito obrigado por suas perguntas e até a próxima.