Como É possÁ­vel o satÉlite ficar parado na sua posição orbital? Um segredo: Eles não ficam parados…

16712

No começa da Áºltima semana eu recebi um pedido para explicar como É possÁ­vel que um satÉlite de telecomunicações fique parado em sua posição orbital durante anos e anos.

É realmente uma situação bastante interessante a que acontece com os satÉlites de comunicação ao qual apontamos nossas antenas parabólicas, já que eles não podem sair do lugar senão nós iremos perder completamente o sinal de tv e dados que estivermos captando.

Mas há um grande truque ou segredo nesta posição estacionária, ela nos induz a pensar que o satÉlite está lá parado no cÉu quando na verdade ele não está necessariamente parado, ele está se movimentando na mesma velocidade em que a Terra está executando o seu movimento de rotação, ou seja, o movimento em que a Terra gira em torno de si mesma.

O satÉlite precisa acompanhar a Terra na mesma velocidade em que ela executa este movimento, ou seja, aproximadamente 1666 Km/h.

Para conseguir viajar nesta velocidade o satÉlite deve consumir um combustÁ­vel danada não É mesmo?

Não, não É, na verdade ele não consome nenhum combustÁ­vel, ou consume muito de vez em quando, quando É necessário fazer algum ajuste de rota no satÉlite, e não consome por conta de uma descoberta feita em 1945 pelo escritor de ficção cientÁ­fica Artur C. Clark, de que se os satÉlite de comunicação fossem colocados em uma altitude de aproximadamente 36 mil kilometros da Terra, eles teriam uma espÉcie de ligação com o planeta proporcionado pelo equilÁ­brio gravitacional entre a Terra e o SatÉlite e então seguiriam naturalmente o movimento de rotação da Terra.

Trocando em palavras simples isto significa que a Terra seguraria o satÉlite naquela posição da mesma maneira que ela segura a Lua na posição em que a Lua está orbitando a Terra.

Este equilÁ­brio perfeito depende de diversos cálculos em relação Á  massa do satÉlite e da Terra.

Esta faixa de altitude em que deve ser colocado o satÉlite para que ele seja geoestacionário recebeu o nome de Cinturão de Clark, em homenagem ao escritor britÁ¢nico, que entre outros livros famosos, escreveu 2001, Uma OdissÉia no Espaço.

NO VIDEO ABAIXO VOCÁŠ VÁŠ A POSIÁ‡ÁƒO ORBITAL DOS SATÉLITES DAS OPERADORAS, CONFERE AÁ!