GLOBO: EM QUEDA NA TELEVISÃO MAS EM ASCENSÃO NA INTERNET

833

A Globo continua a sofrer com a queda acentuada de audiência em uma parcela significativa de seus programas, tanto que a emissora já está mudando a sua programação na tentativa de recuperar público ou mesmo ganhar público que está, supostamente, migrando para outras emissoras – digo supostamente pois o público que a Globo está perdendo na tv convencional pode, na realidade, estar migrando para a internet, muitos dos quais podem estar indo para as plataformas da própria Globo.

Nos últimos dias eu vi e li muita coisa relacionada à audiência da Globo, até mesmo teorias de que a onda conservadora que tomou conta do Brasil fortaleceu o movimento de abandono da programação da Globo na TV. Analisando os números de audiência da Globo e a suposta perda de audiência da emissora para as concorrentes SBT e Record, podemos em um primeiro momento dizer que a audiência da Globo está realmente migrando para a concorrente, no entanto, esta análise me parece ser muito precipitada pois despreza outros fatores que vem influenciando a audiência da tv nos últimos tempos.

Sabidamente a internet tem tirado cada vez mais a atenção do público para o consumo da programação da televisão de forma linear – onde a emissora coloca horários nos programas e o público se vê obrigado a estar na frente da televisão, naquele determinado horário, para não perder o programa -, e levado este público para a tela do celular e outros aparelhos conectados, até mesmo para o consumo do conteúdo online nas Smart TVs, local onde o aplicativo Globo Play tem presença marcante.

Além do Globo Play, a presença online da Globo também conta com o portal G1, que integra diversas plataformas de conteúdos atreladas às organizações Globo como um todo.

Quando se fala em audiência da TV os números são um tanto quanto imprecisos e servem apenas de rumo para a emissora; é uma estimativa, mas não se pode falar em números exatos, ainda mais em tempos de internet onde há pessoas que utilizam mais de um aparelho conectado ao mesmo tempo, mania que começou com os filhos e agora passou para os pais. Desta forma a real quantidade de lares assistindo a um determinado programa de televisão a cada ponto de audiência, divulgado pelo Ibope, pode, e acredito que ocorreu, ter sofrido uma redução significativa, devido à uma expressiva migração do público da televisão para a internet.

Já em se falando de internet, a audiência pode ser medida com uma precisão milimétrica, tanto em número de pessoas consumindo o conteúdo quanto em tempo que a pessoa passou consumindo o conteúdo e também se era uma mesma pessoa ou era uma pessoa diferente. Esta precisão se dá pelos diferenciados fatores da tecnologia de internet, como, por exemplo, cada conexão de internet necessita de um número IP diferente, quanto pela análise de dados de acesso, técnica que permite filtrar informações bastante precisas sobre o consumo do conteúdo, desde que a análise seja feita por uma pessoa que realmente sabe o que está fazendo.

Ora, que o audiência da Globo na televisão está diminuindo é, como diria a sofrida Míriam Leitão, fato; no entanto não podemos afirmar, com precisão, que a maior parcela desse público que não está mais sentando à frente da televisão para assistir à Globo resolveu migrar para outras emissoras, como a Record e o SBT.

Essa análise se torna mais relevante quando temos acesso a dados, mesmo que simples, de acesso ao domínio principal das plataformas online da Globo, ou seja, os dados de acesso do domínio Globo.com, publicados pelo serviço Alexa, que apesar de não ser 100% preciso, deve ser considerado como um bom retrato do que ocorre em relação ao tráfego da internet.

    COLOQUE seu nome e e-mail abaixo para receber nossas notícias. +100 MIL PESSOAS já cadastradas!!!
    CHEQUE AGORA SUA CAIXA DE ENTRADA para ativar a inscrição no e-mail de confirmação que foi enviado para você

O Alexa nos permite verificar os Top Sites (sites mais acessados) do mundo ou filtrar os Top Sites por país específico. Quando falamos de mundo o site Globo.com aparece na posição 149, o que é bastante considerável, sendo que em janeiro de 2018 o Globo.com estava na posição 170, no mês de julho de 2018 ele havia subido para a posição 148, quando a campanha eleitoral se intensificou no Brasil o Globo.com foi perdendo posições até baixar para aproximadamente 165 na segunda metada de outubro de 2018, no entanto, a partir deste ponto, com as eleições já definidas, o Globo.com voltou a ganhar terreno e atualmente está na posição 149, a segunda melhor mundialmente em toda a história do site, com viés de subida.

No Brasil o domínio Globo.com é o 5º mais acessado, ficando atrás somente do Google mundial e Google Br, do Youtube e do Facebook.

Vale lembrar que o site tem alcance mundial e que, portanto, é de se entender que os brasileiros que moram no exterior também dão prioridade ao Globo.com para o consumo de informação e das diversas opções de entretenimento oferecidas pela plataforma.

Se realmente é verdade que o público que consumia Globo, na televisão convencional, está se tornando mais conservador, o que parece é que este público encontrou nas ferramentas da Globo na internet a oportunidade de filtrar aqueles conteúdos produzidos pela organização Globo, separando os conteúdos aos quais ele considera aceitáveis dos que não seriam, para si, aceitáveis. É importante também saber que a Globo disponibiliza, em suas plataformas, entre elas a GloboPlay, muito conteúdo antigo da emissora, que são, em teoria, mais alinhados ao pensamento conservador e que ainda podem interessar e satisfazer a nostalgia deste público.

Outro ponto que não deve ser ignorado é a dificuldade que o brasileiro tem de se entender com o conteúdo escrito quando ele está rebuscado de figuras de linguagens que apelam para a emoção e a autoridade dos personagens que participam da narrativa. Ao se deparar com conteúdo deste grande parte dos brasileiros se deixa envolver pelo conteúdo e acaba dando crédito a ele, mesmo quando o crédito não é merecido. Desta forma os conteúdos online oferecidos pela Globo seguem com uma aceitação grande enquanto os jornais e programas de opinião da emissora seguem atacados na televisão.

A campanha eleitoral no Brasil intensificou o gosto da população brasileira pelo consumo de conteúdo através dos dispositivos conectados, principalmente os smartphones, e no quesito de conteúdo online as organizações Globo tem um portfólio imenso disponibilizado em suas plataformas. São tantas as publicações online ofertadas pela Globo que até para as pessoas mais antenadas, ao acessar alguns sites que gostam de consumir o conteúdo na internet, estas não sabem que estão acessando a um site do grupo Globo.

Desta feita, mesmo para aqueles que entraram na onda de boicotar a Globo na televisão e aproveitaram para dar um tempo dos canais abertos e até mesmo fechados, passando a consumir informação e entretenimento através das plataformas de internet, é bem possível que estejam consumindo conteúdo produzido pelas Organizações Globo, desta forma continuando da dar audiência para a Globo, à qual se propuseram boicotar, sem saberem que estão, na realidade, boicotando o seu boicote.

SIM, NÓS TEMOS TELEGRAM E SE VOCÊ TEM TAMBÉM CLICA LOGO NO LINK AÍ E CONHECE O NOSSO: https://t.me/gpspezquizaoficial