“Quem pirateia não É gente normal” segundo o governo do Reino Unido

635

O Reino Unido vinha tratando com muita tranquilidade a questão da pirataria digital e estava atÉ dando bastante liberdade para quem pirateava conteÁºdos digitais, pois É, vinha.

No Reino Unido a pena máxima para a pirataria era de dois anos de prisão, mas agora o governo do Reino Unido resolveu endurecer a pena de quem não respeita a propriedada intelectual.

O gabinete de David Cameron quer pena de 10 anos de prisão para quem cometer qualquer tipo de pirataria digital, uma pena dura que por enquanto os outros paÁ­ses da Europa consideram exagerada.

O governo do Reino Unido afirma que dois anos não É uma pena que consegue dissuadir ninguÉm da pirataria digital, e que apesar de dez anos parecer uma pena bastante severa, ela deverá ser bem aceita pois será aplicada em cidadãos que são pirateiros contumazes, ou seja, aqueles que cometem a pirataria digital reiteradas vezes.

A declaração do governo do Reino Unido foi muito mais alÉm, ele diz que não com o que as pessoas comuns se preocuparem com esta lei pois “gente normal não pirateia conteÁºdo digital”.

O complexo de toda essa linha de pensamento É que não foi divulgado nenhum parÁ¢metro de comparação entre o que É normal ou não em relação a pirataria para o governo do Reino Unido.

Bloquear páginas web comuns sob a alegação de que continham pornografia infantil e proibir o uso de aplicativos de mensagens instantÁ¢neas que cifram as mensagens foram algumas pequenas intervenções daquele governo na vida dos cidadão de seu paÁ­s.

Quem sabe agora onde poderá ir com esta pena de dez anos para os pirateiros.