ADVOGADOS ENVIAVAM VÁDEOS PARA SEREM BAIXADOS POR TORRENT E DEPOIS ACUSAVAM QUE OS BAIXAVA

1149

Você acha que já viu de tudo no mundo da pirataria de filmes, mÁºsica, tv por assinatura e outras e então vem algum caso novo e te surpreende.

Nós todos imaginamos que quando se trata de compartilhar conteÁºdos de entretenimento digital de forma pirata as pessoas que farão este tipo de compartilhamente serão aqueles que estão diretamente ligados Á  indÁºstria da pirataria não É mesmo? Pois errou, olha só mais uma pataquada feita por cidadãos que deveriam estar trabalhando somente do lado da lei mas que resolveram usar de artifÁ­cios suspeitos para se dar bem em cima dos que estão fazendo alguma coisa que legalmente não deveriam.

Paul Hansmeier , um dos advogados por trás do polêmico escritório de advocacia Prenda, se declarou culpado de fraude eletrônica e lavagem de dinheiro.

Isso aconteceu depois que evidências foram fornecidas pelo famoso site de compartilhamentos de links torrents para conteÁºdos piratas The Pirate Bay, onde eles mostraram que este escritório de advocacia se dedicava a fazer upload de filmes para vários sites de troca de arquivos torrent e, em seguida, chantageavam as pessoas que baixavam estes arquivos tentando fazer estas pessoas aceitarem acordos legais para não serem processados pela prática de pirataria.

O tal escritório de advocacia arrumou uma bela maneira de encher os cofres com o dinheiro dos desavisados já que, pelo que se sabe, muitas pessoas aceitaram fazer o tal acordo legal com o Prenda a fim de se livrar da ameaça de custoso processos na justiça.

A partir de esse caso ter vindo a tona começaram a surgir outros relatos de ações duvidosas que organizações relacionadas Á  defesa de direitos autorais estariam tomando contra cidadãos que usam conteÁºdo pirata, tudo em nome de lutar contra a pirataria de conteÁºdo, segundo estas organizações.

Depois que o Pirate Bay conseguiu demonstrar que os advogados estavam enviando filmes para portais de torrente a fim de “pegar” quem baixava estes filmes usando o tal artifÁ­cio do acordo extra judicial, um dos advogados envolvidos em tudo isso, assinou um acordo de declaração admitindo ser culpado de conspiração para cometer fraudes postais e eletrônicas, bem como conspiração para cometer lavagem de dinheiro. AlÉm disso, foi descrito como esse grupo de advogados que, pelo menos inicialmente, estava lutando contra a pirataria de conteÁºdo, gerou milhões de dólares ameaçando usuários BitTorrent que supostamente baixaram vÁ­deos pirateados.

Como mamãe falava: É o sujo querendo corrigir o mal lavado.

SIM, NÁ“S TEMOS TELEGRAM E SE VOCÁŠ TEM TAMBÉM CLICA LOGO NO LINK AÁ E CONHECE O NOSSO: https://t.me/gpspezquizaoficial