Consultoria quer que Disney tire seus conteúdos do Netflix

590
Um estudo da consultora Sanford C. Bernstein afirma que a plataforma de vídeos on demand Netflix é altamente dependente do público infantil e do conteúdo disponibilizado pela Disney e pela também produtora de conteúdos infantis Viacom.

Mais, a consultoria diz que a Disney está disponibilizando seu conteúdo premium para o Netflix a preço de banana e que ela deveria retirar todo o seu conteúdo do Netflix ou forçar o Netflix a aumentar o preço cobrado dos assinantes para remunerar a Disney com um valor mais justo pelo conteúdo disnponibilizado.

O problema é que o estudo da Sanford C. Bernstein é tendencioso, já que para chegar a esta conclusão foram entrevistadas 16 mães assinantes do Netflix.

Com esta pequena amostra a consultora chegou à conclusão de que o conteúdo infantil é quem sustenta o Netflix pois as mães inicialmente assinaram o serviço para sí mas descobriram as vantagens de seus filhos acessarem o conteúdo infantil sem precisar se deparar com publicidade, podendo assistir quantos episódios do seu desenho ou série favorita quiserem em sequência e na hora que desejarem.

O Netflix criou uma plataforma dedicada exclusivamente para crianças o que organiza somente o conteúdo infantil numa seção do aplicativo do Netflix denominado Netflix só para crianças, o que deixa os pais mais tranquilos ao assinar o Netflix para seus filhos pois sabem que eles não vão acessar conteúdo indevido na plataforma de VOD.

Não, o estudo não foi encomendado pela Disney, nem pela Viacom e muito menos pelo Netflix.

Quem contratou o estudo foram operadoras de tv por assinatura dos Estados Unidos que estão vendo sua audiência com o público infantil cair vertiginosamente, e com isso o seu faturamento com publicidade, e estão colocando a culpa, com razão, no Netflix.

O pesadelo Netflix também está começando a esquentar a cabeça das operadoras de tv aqui no Brasil, já que o mercado para crescimento de tv por assinatura e plataforma de vídeos on demand aqui no Brasil é imenso e a disputa por esse mercado será acirrada entre as tecnologias tradicionais de tv por assinatura e plataformas por internet como o Netflix.

Tanto Netflix como Disney e Viacom dizem que não pretendem mudar os acordos que tem entre si, pois todos estão satisfeitos com o sucesso alcançado pela plataforma e portanto, com o faturamente que conseguem.

netflix disney