EQUIPAMENTOS PIRATAS DE OPERADORA FORAM “PEGOS” PELA ANATEL (21 MIL ÁTENS)

0
1127
APREENSÁƒO ANATEL OPERADORA
APREENSÁƒO ANATEL EQUIPAMENTOS OPERADORA FIBRA Á“PTICA CATALÁƒO

Goiás mais uma vez fazendo história na história de fazer coisa errada em Telecomunicações. Desta vez uma operadora em Catalão foi alvo de operação da Anatel, 21 mil Á­tens não homologados (nessa caso a Anatel classifica como piratas) foram apreendidos pela Agência Nacional de Telecomunicações.

A Anatel não quis divulgar o nome da tal operadora (será que É para não causar prejuÁ­zos Á s negociações em curso por essa operadora?), mas declarou quais equipamentos foram apreendidos. A partir de uma denÁºncia a Anatel realizou a operação em dois locais ligados Á  operadora: a sede da empresa e um armazÉm onde estavam os produtos não homologados (piratas) que seriam usados para instalação de redes de fibra óptica em Catalão-GO.

Fora lacrados e apreendidos 19.700 acopladores, 1.200 conectores e 225 splitters. Por falto de capacidade para o deslocamento da grande quantidade de carga e falta de local correto para o armazenamento, os produtos irão permanecer lacrados no armazÉm da operadora. É isso mesmo,a guarda dos produtos apreendidos ficará sob a responsabilidade da operadora.

Segundo a Anatel as operações de combate Á  pirataria devem continuar, ou seja, as apreensões seguirão a todo vapor a cada vez que a Anatel identificar produtos não homologados, seja em empresas (como neste caso), seja por importação direta pelo consumidor final (quando comprados direto de um site da China).

A Anatel diz tambÉm estar combatendo anÁºncios na internet que ofereçam produtos não homologados (Mercado Livre, OLX e outros tipos de classificados_ 193 destes anÁºncios foram retirados em 2018, ou seja, um um copo de água retirada de uma piscina olÁ­mpica.