GEARBEST E BANGGOOD: SÃO CONFIÁVEIS OU NÃO?

637

Recentemente publiquei a seguinte matéria sobre o Aliexpress:

MANIA FEIA DOS VENDEDORES NO ALIEXPRESS

E pelas informações nela expostas recebi o seguinte questionamento:

Caro Richard,

lista iptv legal 104 canais gratis ao vivo
lista iptv legal 104 canais gratis ao vivo

a muito sigo seu canal através das mensagens acesso as matérias. Gostaria de fazer uma pergunta que já de antemão considero de resposta difícil, de uma dúvida que surgiu depois de ler a matéria
MANIA FEIA DOS VENDEDORES NO ALIEXPRESS
, no final da matéria você disse que depois desta prática do Aliexpress, você está usando mais outros serviços como Bangood e Gearbest. Acessei para ver a reputação destes no reclame aqui e o Gearbest é campeão de reclamações não resolvidas e verifiquei vários comentários negativos de clientes que pagam não recebem e não recebem o dinheiro de volta. A pergunta é: destes três sitios de vendas qual deles, pela sua experiência, é mais confiável e apresenta menos problemas?
Obrigado.

Este problema exposto pelo nosso leitor, na realidade, vem de uma sucessão de fatos, necessários para se entender o que ocorre.

Antes de mais nada eu também acessei o Reclame Aqui para verificar as reclamações contra a Gearbest e outras lojas chinesas que ofertam os mesmos tipos de produtos. Falarei sobre isso mais à frete.

A dificuldade em receber os produtos da Gearbest, Banggood e outros

Os produtos eletrônicos que são os preferidos de serem comprados através das lojas chinesas são exatamente aquele tipo de produto proibido, pela Anatel, para importação direta. Celulares, fones de ouvido com bluetooth, tv box, etc. Grande parte das reclamações contra as lojas vem pela importação desse tipo de produto.

Soma-se a isto a “obrigação” de a loja enviar para o cliente o produto de uma maneira que ele não seja taxado pela Receita. Explico: ninguém quer ter a sua encomenda taxada, isso representa um custo muito alto, se começa a haver um alto índice de encomendas taxadas as lojas chinesas começam a ter menos pedidos de compra fechados.

O efeito colateral que vem daí é o seguinte, a loja oferta alguns tipos de frete aos clientes, fretes mais baratos, que são lentos e inseguros (mais difíceis de rastrear) tem a preferência do comprador. Escolher fretes mais caros, rápidos e em tese seguros, é certeza de pagar taxas à Receita na maioria dos casos.

Você já sabe onde isto vai terminar né? Produtos proibidos pela Anatel para importação direta + fretes baratos com rastreamento fraco ou nenhum rastreamento + alfândega que demora semanas para verificar e liberar produtos + Correios que tem dificuldade de logística + estoque de produtos nos sites chineses que nem sempre correspondem à verdade (sim, há alguns produtos que eles não tem em estoque mas que vendem no site para que a fábrica entregue a posterior… e isso nem sempre funciona como deveria).

Se formos pensar friamente são muitos os pontos de fuga que podem dificultar e até mesmo impedir que recebamos algumas de nossas encomendas. Em todos os casos a culpa irá recair sobre a loja que vendeu o produto e às vezes ela até tem culpa mesmo, mas é difícil determinar exatamente em qual porcentagem das reclamações a culpa é exclusivamente da loja.

E o Reclame Aqui que tá abarrotado de reclamações contra lojas chinesas?

Verificando no Reclame Aqui a pontuação para as lojas chinesas realmente é baixa e a quantidade de reclamações é constante:

– Aliexpress: 2,5 pontos

– DealExtreme: 3,9 pontos

– Gearbest: 4,6 pontos

– Banggood: 6,4 pontos (está regular)

– Ebanx (o sistema de pagamento dos sites chineses): 8 pontos

– Correios: 2 pontos

– Receita Federal: 2,6 pontos

– Ebay: 2,6 pontos

– Amazon (gigante do varejo): 6,9 pontos

– Ponto Frio 6,7 pontos

– Casas Bahia: 6,8 pontos

– Magazine Luiza: 8,4 pontos

Olhando a pontuação do Reclame Aqui, como eu coloquei acima, de lojas chinesas, serviços dos quais essas lojas dependem no Brasil (Correios e Receita Federal), da Amazon e do Ebay (concorrentos americanas), de gigantes do varejo online brasileiro: Ponto Frio, Casas Bahia e Magazine Luiza); temos algumas análises possíveis e interessantes a fazer.

Esse mercado de produtos chineses via encomenda internacional é um mercado difícil, tanto para o vendedor quanto para o comprador. O governo brasileiro combate nas duas pontas, tentando desestimular essa via de comércio.

Os chineses tem um jeitinho de ser e de tratar as suas negociações muito parecido com o nosso jeitinho brasileiro: posso vender isso aqui sem ter pois é fácil para mim ir ali no distribuidor pegar quando eu vender e honrar o compromisso com o comprador. Esse jeitinho nem sempre dá certo.

A maioria dos compradores prefere correr o risco, pois quando a gente compra aqueles produtos “proibidões” da China, sejamos sinceros, sabemos de todos os riscos que estamos correndo, principalmente o risco de ter que esperar meses ou de nunca ver a mercadoria na vida.

Por essas dificuldades que correm contra as lojas chinesas, olhando bem a pontuação de outros serviços aí acima, no Reclame Aqui, até que tem loja se saindo bem né?

A minha visão como comprador em sites chineses

Como eu disse acima, quando o comprador pede um produto em um site chines, em especial um produto proibido pelas agências de regulação nacionais, ele tem que ter a consciência do risco que está assumindo. Nesse caso, em especial, de compra dos proibidões, o risco é bem elevado.

Antes de pedir um produto em um site chinês eu primeiro pesquiso se há esse produto aqui dentro do Brasil e, se há, por quanto ele está sendo vendido. Fazendo a comparação de preço e pensando no risco, eu decido se compro ou não o produto aqui no Brasil.

O problema é que tem produtos que não estão sendo vendidos aqui no Brasil, ao longo do GPS.Pezquiza.com eu indiquei vários e a partir desta indicação esses produtos começaram a ser importados por vendedores profissionais.

Sim, eu já tive produtos extraviados, perdidos, alguns. Noto que esse é um problema que ocorre mais em determinadas épocas, aquelas em que sabemos que festividades ou datas especiais incentivam as pessoas a importarem mais.

E quanto à devolução do dinheiro, que nem sempre é fácil de conseguir

Alguns dos sites tem um sistema de seguro, no final da compra você pode optar se paga ou não o seguro, o que, em tese, facilita o pedido de restituição do valor pago pela mercadoria. A maioria das pessoas não contrata o seguro.

Não podemos esquecer, e isso foi tema de matéria aqui no GPS.Pezquiza.com (deu uma polêmica danada), que há um certo grupo de brasileiros que adora aplicar golpes na internet e que se especializou em aplicar golpes contra lojas internacionais. Um desses golpes está justamente contra o sistema de pedido de devolução do valor paga no mercadoria.

O que temos aí é que, pela quantidade de problemas causados por alguns espertinhos brasileiros, todos os brasileiros que comprar nesses sites são, em primeira ordem, tidos como pessoas de baixa confiança. Pagam os justos pelos pecadores, fica mais complicado para todos os brasileiros conseguir a tal da restituição.

Afinal, vale a pena ou não comprar na Gearbest, Banggood, Aliexpress…

Se você quer tranquilidade e segurança ao comprar, infelizmente não há ninguém que possa te garantir isso, principalmente quando se tratar de comprar os produtos que o governo brasileiro não quer que você compre por importação direta.

Quem disser para você que é 100% seguro, está mentindo. Aliás, quem lhe der alguma porcentagem de segurança, na realidade estará chutando, não há como te dizer com certeza qual o nível de risco que você terá ao realizar a sua compra.

Desta feita, esse decisão de comprar ou não deve ser feita de forma individual, pesando a sua necessidade do produto, paciência para o esperar chegar, aceitação em pagar as taxas do mesmo (compre sempre esperando pagar taxas, se não pagar é uma economia que fez), e até mesmo aceitação em perder ou ter grande dificuldade em reaver o dinheiro pago naquele produto.

Sendo o Brasil um país com regras tão limitantes para a chegada, por vias oficiais, de diversos eletrônicos de ponta, em alguns casos só nos resta importar esses equipamentos e ter esperança de que eles poderão chegar à nossa casa sem problemas ou com o mínimo de problemas possível.

Entra pro nosso canal no Telegram clicando aqui, clica agora aí vai!

.