PF apreende carros e mercadorias de vendedores do Mercado Livre no Paraná e Mato Grosso do Sul

1127

A PF anunciou nesta semana o resultado do que ela diz ter sido a primeira operação de apreensão e repressão de vendedores e lojas virtuais do Mercado Livre que vendem mercadorias contrabandeadas através do maior site de vendas online e leilões virtuais a operar no Brasil.

A operação, que ocorreu no mês de setembro consistiu em identificar duas grandes lojas virtuais que vendiam através do Mercado Livre a mais de cinco anos e para dar maior credibilidade ao negócio tinham CNPJ e emitiam notas fiscais falsas.

Os agentes da PF usaram o sistema de avaliação de reputação do próprio Mercado Livre, que demonstra quantas vendas já foram feitas pelos vendedores no site.

Estes lojistas entravam com as mercadorias no Brasil, vindas do Paraguai, em bagagem pessoal como se fossem turistas, e também usavam os serviços de outros lojistas da região de Mundo Novo e Guairá e também serviços de atravessamento de mercadorias de lojistas do Paraguai.

As apreensões foram feitas em abordagens ocorridas nos dias 01, 03, 08 e 15 do mês de setembro e foram realizadas, respectivamente, em agências dos Correios nas cidades de Mundo Novo/MS, Guaíra/PR, Altônia/PR e Eldorado/MS.

A operação consistiu no planejamento de 2 ações com o objetivo de flagrar os anunciantes no momento em que desembarcavam as mercadorias que seriam remetidas nos correios e 2 fiscalizações em agências dos correios para identificar outros vendedores contumazes e volumes comercializados irregularmente.

As fiscalizações foram bem sucedidas e resultaram na apreensão de 16 mil reais em mercadorias estrangeiras introduzidas clandestinamente e 2 veículos avaliados em cerca de 122 mil reais.

De acordo com as informações da PF somente nos últimos 5 anos, os 2 anunciantes comercializaram, juntos, cerca de 6,2 milhões em mercadorias estrangeiras. A multa é lavrada no mesmo valor das mercadorias vendidas, conforme o artigo 704 do Regulamento Aduaneiro.

A operação deve continuar e visa a repressão de centenas de vendedores que comercializam através do Mercado Livre e são atuam na região do Mato Grosso e do Paraná.

Leia a informação direto do site Fronteira Blindada da PF clicando aqui.


apreensao-mercadolivre-pf