Microinversor gera mais que inversor de parede – Saiba o quanto mais

53

Quando se trata de geração de energia solar on grid, há mais de um tipo de inversor para se interligar à rede da concessionária (inversor grid-tie) e há uma diferença considerável de geração de energia entre eles.

Você tanto pode ter o seu sistema de energia solar instalado com um inversor de parede como pode escolher instalar o seu sistema com microinversores, que geralmente vão instalados logo abaixo dos painéis solares.

Como eu já adiantei no título desta matéria, o microinversor gera mais que o inversor de parede, quando ambos estão submetidos às mesmas condições de localidade, direção, inclinação e clima.

Há diversas outras condições que influenciam na escolha de qual é o equipamento mais adequado para o seu sistema de energia solar, mas se o impedimento principal for o fato financeiro, saiba que na atualidade uma instalação de sistema de energia solar on grid tenta a ter valores bastante semelhantes, não importa se o projeto do sistema solar prevê o uso de inversor de parede ou de microinversor.

Microinversor gera mais que inversor de parede segundo teste de empresa especializada no Brasil

Para lhe trazer estas informações vamos levar em consideração o teste executado pela empresa Solusun, que é uma distribuidora de equipamentos para energia solar que fica na cidade de Bauru-SP.

Para o teste a Solusun usou dois modelos de inversores bastante conhecidos e instalados aqui no Brasil, um inversor de parede da Growatt e um microinversor APSystem. Mas mesmo que fossem modelos de outras marcas, pela similaridade de tecnologia tanto para inversor de parede quanto para microinversores que são vendidos atualmente, os resultados seriam bem semelhantes.

Abaixo da matéria vou deixar o vídeo do teste, caso você o queira assistir (recomendo), mas vamos lá fazer um resumão do teste:

– 1 Microinversor QS1 1200W Apsystem 4 MPTT + 2 painéis ligados cada um em um MPPT independente

– 1 Inversor Growatt MIC 2000W + 2 painéis ligados em série pois o Growatt MIC 2000 só tem um MPPT

Os painéis solares utilizados são da mesma marca, modelo e potência mas eu não vi ele indicando a potência de cada painel, no vídeo.

– O sistema foi instalado em um rede de 220V

– Além do monitoramente de produção/injeção de energia dos próprios inversor, também foi usando um wattimetro AC para cada um dos inversores, como backup de monitoramente da produção tanto do inversor Growatt quanto do microinversor APSystem.

Muito bem, vamos então ao resultado final do teste, que foi realizado das 7h30 da manhã a até 16h30 da tarde:

– O inversor Growatt gerou 2.135 Watts durante o período do teste.

– O microinversor ApSystem gerou 2.322 Watts durante o período do teste.

A diferença de geração é de 187 Watts a favor do microinversor ApSystem ou 8%.

É uma diferença bastante considerável, principalmente se levarmos em consideração que o sistema solar é um tipo de equipamento que produção análoga a dinheiro, ou seja, o que ele produz para você, de forma passiva, tem um valor considerável tanto em termos utilitários quanto em termos monetários já que você precisaria comprar da distribuidora de energia essa mesma quantidade de energia que o inversor está produzindo para o seu uso diário.

Esse ganho de 8% a mais na geração também é muito interessante quando se pensa em montar um sistema de energia solar para locação (você sabia que isso existe? Tem interesse em obter mais informações sobre o assunto? Me deixe saber enviando um e-mail para richardelima@gmail.com) levando-se em consideração que a média de pagamento por KWh gerado pela sua usina solar locada está entre 10% a 15% menor que o locatário pagaria para a distribuidora de energia.

A conta é muito simples, pelos valores atuais, tanto uma usina solar projetada com microinversor quanto com inversor de parede, gerariam em 25 anos de uso, pelo menos 20 vezes o seu valor de custo de implementação. Esse incremento de 8% além dessas 20 vezes vai te gerar uma lucratividade a mais bastante alta ao longo destes 25 anos de locação da usina.

Assista abaixo ao vídeo que cito nessa matéria e continue no GPS.Pezquiza.com