Energia Solar – Compre Agora Chore Depois

138

Antes de mais nada devo responder a uma questão que recebo com regularidade, desde que comecei, há alguns anos, a publicar matérias falando sobre a energia solar, principalmente quando publico sobre energia solar on grid.

– Devo instalar energia solar on grid em casa? Compensa? Não seria melhor instalar off grid?

1) Sobre a energia solar on grid: compre primeiro (da maneira como vou te explicar mais abaixo) e questione-se se valeu a pena depois. Para bom entendedor acredito que esta explanação, basta!

2) Acredito que a afirmação 1 já responde prontamente à esta dúvida 2.

3) A não ser que não exista rede de energia da concessionária no local onde você pretende instalar energia solar; no momento não compensa você instalar energia solar Off Grid ao invés da energia solar On Grid.

Sobre a afirmação 3, quero também deixar um comentário a mais pois essa questão sempre surge quando eu coloco esses meus conselhos acima.

– Os Youtubers que propagam a energia solar off grid na plataforma de vídeos, em grande parte das vezes, conseguem seus equipamentos com preços bem mais baixos ou até mesmo recebem estes equipamentos como estímulo para que divulguem certa marca ou certa loja. Sendo assim eles conseguem construir seus sistemas off grid de uma forma financeiramente “suave” a qual não será aplicada a todos nós, que não temos fama neste mercado e portanto, devemos pagar o preço cheio de cada equipamento, que é alto, muito alto, o que torna a energia solar off grid economicamente inviável frete à energia solar on grid.

Você tem levar mais um fator bem importante em consideração, o governo brasileiro (e daí fazem parte tanto executivo, quanto legislativo e judiciário) mudou as regras que permitem ao consumidor gerar energia solar e enviar o excedente da energia para a rede das distribuidoras de energia (concessionárias). Essas regras vem em desfavor do consumidor e visam colocar um fim nas vantagens atuais (que são realmente grandes) e portanto, inviabilizar que o consumidor se liberte de pagar mensalmente uma cara fatura de energia que além de tudo vem recheada de taxas e impostos para os governos municipal, estadual e federal.

Tendo exposto esta direção sobre o problema, por qual motivo mesmo o título desta matéria é: Energia Solar, Compre Agora, Chore Depois?!

É simples, você tem muito pouco tempo para comprar, da maneira que vai mais lhe beneficiar, o seu sistema de energia solar. Se você for na conversa de um mal vendedor de energia solar (e grande parte deles são assim) e adquirir um sistema solar que vai apenas anular o que você paga no seu consumo atual de energia elétrica, em pouco tempo você vai descobrir que fez uma grande besteira e que não terá mais como consertar esse problema. Você entenderá que se deu mal e que logo vai voltar a pagar uma fatura de energia alta para a sua concessionária, mesmo tendo instalado a energia solar na sua residência.

Os seguidores mais assíduos do GPS.Pezquiza.com sabem que estou trabalhando na estratégia de mercado para um integrador de energia solar e que tenho, eu mesmo, saído à campo para vender energia solar a fim de entender qual é a maneira que o potencial cliente pensa sobre o assunto e como fazer esse cliente entender que adquirir um sistema de geração de energia solar, no momento, é tão essencial quanto ter água encanada e a energia da concessionária em casa.

Não tem mais como abrir mão, é simples assim.

Por todo local que tenho visitado aqui em Goiânia o que tenho visto são as pessoas desligando aparelhos que não consideram assim tão imprecindíveis (ar condicionado, por exemplo) ou até mesmo fazendo gambiarras no período noturno para diminuir o gasto de energia (geladeira, por exemplo) e consequentemente o valor que pagam na conta de energia.

Está claro que há uma necessidade de consumo de energia reprimida, nos lares e nas empresas no Brasil.

Mais que isso, levando em consideração um ponto crucial e que não passa pela cabeça de 90% dos vendedores de energia solar no Brasil: quando você compra um sistema de geração de energia solar o que potencialmente adquirindo não é apenas uma maneira de anular a sua conta de energia e sim um sistema para gerar energia conforme a sua necessidade atual e futura de consumir energia.

O que isto significa? Ora, lembre-se das aulas de física que te ensinaram que existem diversas formas de energia: elétrica, térmica, cinética… e que a energia se transforma.

Sendo assim você tem que levar em consideração que você consome, no seu dia a dia, outras formas de energia pelas quais paga além da sua fatura de energia elétrica: energia térmica para a sua cozinha (gás de cozinha); combustível para gerar energia cinética para o seu carro (combustível). Essas formas de energia podem, na atualidade ou em um futuro próximo, ser substítuidas pela energia solar que você irá produzir na sua própria casa.

Só esse pensamento simples já nos informa que o que você precisa contratar, para não errar e vir a chorar depois é, no mínimo um sistema de energia solar que cubra o consumo especificado na sua fatura de energia atual, que permita que você deixe de pagar os altos valores do gás de cozinha, passando a usar uténsilios de cozimento elétrico e, por fim, que abasteça ou que gere créditos para uso futuro para consumo de energia do seu veículo elétrico.

Sim, os créditos são válidos para uso em até 5 anos após serem gerados pelo seu sistema de energia solar e, com certeza, de você tem um veículo próprio, nos próximos 5 anos você se verá na obrigação de comprar um ou mais veículos elétricos.

Se você paga fatura de energia elétrica na atualidade (e quem não paga, não é mesmo?) isso já indica que você tem a capacidade potencial de pagar pelo seu sistema de energia solar, basta que a financeira aprove o seu financimento. Se você pode pgar à vista é bom também.

Em muitos casos o parcelamento em 60 meses já iguala o valor da prestação ao valor que você está pagando de conta de energia. É simples, quando o seu sistema é liberado para o funcionamento, o que ocorre é que no máximo em 60 dias você deixa de pagar a sua conta de energia absurdamente cara (paga apenas a taxa mínima) e usa o valor que era de pagamento da fatura para pagar a prestação da sua usina solar.

Claro que você deve levar em consideração que a paridade acima pode ocorrer, no seu caso, para 72 ou 84 meses, ou pode ser até um pouco mais.

– Nossa! Mas eu não quero pagar 72 meses de prestação de energia solar… prefiro não comprar! – Esse argumento eu também tenho ouvido demais. É um argumento inválido e totalmente fácil de quebrar: – E a sua fatura de energia elétrica, vai deixar de chegar aqui para você daqui a 72 meses se você não comprar um sistema de energia solar? Ela vai deixar de aumentar todo ano?

É claro que não vai, não é pessoal? Ela só vai aumentar a cada ano e pior, a partir do mês de janeiro do próximo ano, quando as novas regras do governo começam a dificultar para o lado de quem comprará, a partir dalí, o seu sistema de energia solarl… Bem, daí em diante fica fácil entender que o que os políticos querem é enfiar mais e mais cacarecos de cobranças extras na fatura de energia da concessionária pois ficará praticamente impossível que o consumidor da energia elétrica estatal fuja dessas taxas e impostos.

Quer comprar a sua energia solar da maneira certa? Entra em contato comigo pelo e-mail richardelima@gmail.com. Vamos conversar.

Conhece alguém que paga fatura de energia todo mês e também precisa urgente se livrar dessa furada? Compartilha essa matéria com a pessoa.

Valeu e continue no GPS.Pezquiza.com