Smart TV Android com defeito no mercado

231

Smart TVs geralmente são produzidas com um firmwae proprietário (desenvolvido pela fabricante) que costuma primar pela simplicidade a fim de minimizar as possibilidades de erros.

Os firmwares das Smart TVs são submetidos a testes amplos e caso seja encontrado um bug no sistema a solução costuma ser um simples lançamento de uma atualização de firmware para o modelo do aparelho defeituoso. Essa lógica, no entanto, pode falhar em casos raros, como é o caso que vamos lhe relatar aqui.

Um fabricante de TV não conduziu adequadamente os testes para o firmware de um dos seus principais modelos de Smart TVs e teve que retirá-los temporariamente do mercado.

O caso ocorreu com a marca TCL que é uma das fabricantes que mais vende Smart TVs em todo o mundo e cuja montagem das tvs é executada por fábricas como a Xiaomi.

A TCL usa Android TV em grande parte das smart tvs que vende, mas a marca também utiliza outros sistemas operacionais nas tvs que comercializa em todo o mundo.

Um dos modelos de Smart TV mais recentes lançadas no mercado são os da série S546.

As Smart Tvs S546 da TCL funcionam com firmware Android TV e também trazem embarcado o software Google TV, que é o sistema operacional que o próprio Google usa no Chromecast com o Google TV. O Google TV tem uma infinidade de melhorias de usabilidade, incluindo uma interface que reúne o conteúdo de todas as plataformas de streaming em um só lugar, entre outras melhorias.

As Smart Tvs S546 são fabricadas com tela de tecnologia QLED, o que as coloca entre as Smart TVs mais avançadas à venda no mercado atualmente. A TCL vende quatro modelos nesta série, com tamanhos de tela de 50, 55, 65 e 75 polegadas a preços cotados, no mercado internacional, de US$ 600, US$ 650, US$ 900 e US$ 1.300, respectivamente.

Todos estes modelos foram retirados do mercado, pela fábrica e aparentemtnte a razão para retirá-las é, aparentemente, devido a problemas de desempenho e bugs no firwmware Android TV.

A TCL emitiu um comunicado no qual afirma ter detectado alguns problemas relacionados à estabilidade da interface do usuário nas Smart TVs com o Google TV. Esses problemas afetam todos os modelos, e a TCL começou a liberar atualizações de software que buscam mitigar os efeitos desses problemas de desempenho nos aparelhos afetados.

No entanto, as Smart TVs que estavam disponíveis no mercado foram recolhidas e aposentadas.

Atualizar o firmware é, supostamente, uma solução eficaz.

Se você está entre os compradores de uma dessas Smart TVs QLED afetadas pelo bug, a TCL recomenda que você atualize o firmware do aparelho para a versão mais recente disponibilizada pela TCL.

Para fazer isso, você tem que ir às configurações do sistema operacional e escolher> Atualização de Software.

Na tela de atualização de software a opção de Atualização pela Internet aparecerá, e se houver uma nova versão disponível, a Smart TV começará a baixá-la e instalá-la.

Ainda, segundo a TCL, você não precisa devolver sua Smart TV Android, basta atualizá-la para as versões mais recentes de firmware até que todos os problemas de desempenho sejam sanados.

Apesar desses problemas de desempenho, as Smart TVs da TCL com o Google TV estão recebendo boas avaliações pela qualidade de imagem que oferecem. As Smart TVs afetadas pelo bug de firmware foram vendidas há apenas algumas semanas em alguns países, sem maiores detalhes divulgados pela marca.

É possível que a TCL retorne com o modelo para o mercado em breve, mas dessa vez com os problemas de firmware e desempenho resolvidos de fábrica.

Curtiu? Compartilhe esta matéria e continue no GPS.Pezquiza.com.