Novo erro 451 na internet indica que a página não está disponÁ­vel por razões legais

903

Ao navegar na Internet É inevitíel que mais cedo ou mais tarde as coisas não saiam bem.

Pode ser que ocorra um erro de nossa parte, mas o mais províel É que o servidor da hospedagem do site esteja em um dia ruim.

Para alertar o usuário deste tipo de falha, o protocolo HTTP (que usamos para navegar na internet) contempla a utilização de uma sÉrie de códigos de erro.

Certamente você conhece o mais famoso de todos, o 404, o que indica que o site ou a página que você requisitou no site não existe, mas há tambÉm erros como 403 que indica que o acesso ao site foi negado.

Agora, por ocasião das recentes notÁ­cias sobre a censura online, lançou-se uma campanha para propor um novo código de erro, o erro 451 que indicaria que a página não está disponÁ­vel por razões legais.

Embora atÉ recentemente a censura na Internet ter sido exclusiva de paÁ­ses com regime fechado como a Coreia do Norte ou o Irã, temos visto recentemente um aumento anormal dessa prática no chamado “mundo livre”.

Por exemplo, no Reino Unido, as conexões de internet implementaram por padrão um filtro para bloquear o conteÁºdo que o governo britÁ¢nico considera prejudicial.

Outros paÁ­ses já estão desenvolvendo e implementando leis para eliminar ou, pelo menos, impedir o acesso a vários sites.

Este pedido de um novo código É, em parte, um protesto contra esta situação, e, em parte, uma tentativa de informar ao usuário final o que realmente está acontecendo.

E É que, se um usuário visita uma página e recebe um erro 404 pode pensar apenas que o site está fora do ar por qualquer motivo, mas um erro 451 com a explicação exata pela qual ele não pode acessar a página pode causar uma reação.

Este movimento vai alÉm de pedir a aplicação deste código, uma vez que tambÉm está se movendo para lutar nos tribunais contra as decisões de fechar diversos sites, e embora esteja centrada no Reino Unido, tambÉm está pedindo o apoio dos usuários de diversos outros paÁ­ses.

Você apoia o Erro 451?

erro 451


LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here