Games usam formas criativas de combater a pirataria

426

Uma pesquisa recente aplicada na Europa demonstrou que os games são mais pirateados do que filmes o que causa um prejuízo anual muito maior à indústria dos jogos eletrônicos do que a qualquer outra indústria de entretenimento digital do mundo.

No entanto a indústria dos games não está tentando secar gelo como as outras indústrias que tentam fechar as portas para a pirataria de seus conteúdos via internet, ela tem conseguido implementar formas criativas de combater e até mesmo aborrecer quem tenta utilizar um game baixado pela internet de forma ilegal.

O site Olhar Digital lançou recente reportagem falando sobre estas formas de combate a pirataria incluídas em alguns games famosos.

Michael Jackson: The Experience da Ubisoft troca o som das músicas do game pelo som das barulhentas vuvuzelas da Copa da África, aí não tem quem consiga fazer um moonwalk não é mesmo?

Batman: Arkham Asylum da Rocksteady Studios, desabilita a capa do Batmam quando o jogo é pirateado, ficando assim impossível de avançar entre as fases do jogo.

    COLOQUE seu nome e e-mail abaixo para receber nossas notícias. +100 MIL PESSOAS já cadastradas!!!
    CHEQUE AGORA SUA CAIXA DE ENTRADA para ativar a inscrição no e-mail de confirmação que foi enviado para você

Já o game Grand Theft Auto 4 da Rockstar North usa a estratégia de tentar deixar o jogador que pirateia o jogo nauseado, a tela do Grand Theft Auto 4 fica balançando e o jogador acaba se sentindo mal e tem que parar de jogar.

Zak McKracken and the Alien Mindbenders da LucasArts apela mesmo é para a chatice, para passar de fase tem que inserir um serial key então não dá pra ficar gerando naqueles programas de serial pois senão o game trava e leva o personagem do jogo para a prisão dos piratas e depois começa um discurso de dois minutos contra a pirataria de jogos eletrônicos.

Alan Wake da Remedy usou a forma mais amena de todos para protestar contra a pirataria, o personagem passa todo o game com um tapa olhos de pirata no rosto e durante as telas de carregamento do jogo ele avisa que o game é pirateado, o jogo também não tem final para quem pirateou.

Como vocês podem ver, se a indústria dos games quiser e os pirateiros não conseguirem reverter, será impossível se utilizar games piratas.

O problema é que no Brasil o preço dos games é muito maior que em outras partes do mundo que tem muito mais renda que a dos brasileiros, ou as locadoras de games voltam à tona com força total ou muitos brasileiros terão videogames com um jogo só.

Grand Theft Auto 4
Grand Theft Auto 4