França cancela sua lei antipirataria que durou poucos meses

644

A alguns meses a França editou com grande alarde a lei Hadopi que prometia acabar com a pirataria atravÉs da internet no paÁ­s e que previa punições e amedrontava os internautas franceses. Mais, a lei Hadopi iria servir de exemplos para que outros paÁ­ses tambÉm tomassem sÉrias medidas contra os seus internautas.

Neste inÁ­cio de mês de junho, depois de constatar o fracasso total da lei Hadopi, o governo francês deu o braço a torcer e retirou completamente a lei de seu código penal. Na realidade a lei antipirataria francesa nunca serviu para nada e era tomada como uma lei com medidas duras e desproporcionais, ela previa sanções aos usuários da internet que estivessem usando P2P para troca de arquivos ilegais com a pena de ficarem desconectados da internet para sempre.

A Lei Hadopi se chamava assim por causa da comissão que a criou, e era tambÉm conhecida como lei dos três avisos pelo seu modo de operação, inicialmente as redes P2P seriam rastreadas pela indÁºstria cultural a procura de conteÁºdos protegidos por direitos autorais que estariam sendo compartilhados ilegalmente, o usuário que fosse pega nesta atividade ilegal poderia iria receber três avisos sobre a ilegalidade da atividade. Cada vez que recebesse um novo aviso este seria mais contundente que o aviso anterior, o Áºltimo aviso viria acompanho de uma alta multa ou a perda do direito de se conectar Á  internet.

Algum internauta francês recebeu os três avisos? Sim, alguns cidadãos franceses receberam três avisos, não foram muitos, mas somente um cidadão recebeu uma multa no valor de 150 euros e foi esta a maior punição imposta a um frances pela lei Hadopi.

Mas não era para ser uma alta multa? Você deve estar pensando. Era para ser uma alta multa, mas esta multa de 150 euros foi dada a um cidadão que alegou que não protegeu o seu roteador sem fio, recebeu os três avisos e foi levado em consideração sua declaração para estipular a multa, no entanto, posteriormente sua esposa admitiu que fez os downloads ilegais, mas o casal não sofreu nenhuma outra sanção por causa disto.

O novo presidente francês Hollande sempre foi contra a lei Hadopi e fez de tudo para cancela-la declarando que cortar a internet na casa de um cidadão equivale a cortar a água neste habitação.

Agora o governo francês esta pensando em outros mÉtodos para combater a pirataria via internet, outros paÁ­ses da Europa como a SuÁ­ça, por exemplo, deixaram de perseguir totalmente os downloads na internet.

Enquanto isto o Brasil está tentando editar uma lei burra em moldes parecidos e atÉ mais agressivos que a lei cancelada pelos franceses.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here