ARMA DE CHOQUE FUNCIONA MESMO? É PROIBIDO TER? [PERGUNTA DA LEITORA]

1044

Uma leitora do GPS.Pezquiza.com, que me pediu para não divulgar informações dela, enviou um e-mail dizendo que usa bastante os aplicativos de carona compartilhada, Uber, 99 e outros, mas que está assustada com o que ela chama de onda de assédio contra mulheres que solicitam este tipo de transporte e estão desacompanhadas.

A leitora citou o recente caso denunciado por uma garota que ao entrar no Uber para fazer uma corrida de apenas 5 minutos, para uma localidade próxima à residência dela, o motorista desviou o trajeto e a levou para um bairro na periferia da cidade, tendo rodado mais de vinte minutos para longe do trajeto, alegando estar com problemas no GPS do aplicativo. Sem chance para se livrar do veículo, a moça compartilhou as informações da viagem com amigos e fez com que o motorista soubesse que ela já havia avisado outras pessoas do ocorrido e que estas pessoas estavam rastreando a viagem de Uber compartilhada por ela, desta maneira ela conseguiu que ela a levasse de volta ao local correto.

Infelizmente casos deste tipo – e com finais não tão felizes assim – estão ocorrendo nos aplicativos de compartilhamento e também em outros tipos de transporte individuais, as principais vítimas são mulheres e acho válido que elas tenham uma maneira de se tentar se defender.

A nossa leitora diz que comprou uma lanterna com ponta que dá choque, nunca precisou usar o dispositivo que está sempre em sua bolsa e de uns tempos para cá, mantém a bolsa aberta para que esteja com o dispositivo sempre à mão quando entre em algum carro de carona compartilhada, estando sozinha com o motorista. A dúvida que ela tem é se o aparelho de choque realmente é capaz de parar uma pessoa mal intencionada e também se há alguma proibição legal em portar e usar o aparelho.

Vamos lá, a maioria das lanternas de choque à venda no mercado realmente são efetivas, de um modo geral, prefira comprar aquelas cuja descarga de energia visível na ponta da lanterna seja mais agressiva visualmente, sendo a que gerar um som mais alto nesta descarga, ou seja, prefira a mais potente que seu dinheiro puder comprar. O motivo é que, se é para a sua defesa pessoal, quando você precisar usar terá que garantir que a pessoa não vai poder escolher levar o segundo choque.

Outra coisa que você deve ter em mente é que você precisa saber usar o aparelho, além do funcionamento dele, você deve saber como aplicar o choque na pessoa que estiver tentando te agredir, de outra forma você corre o risco de ser desarmada pelo agressor e o dispositivo de choque ser utilizado contra a sua pessoa.

O melhor que você deve fazer é treinar em casa, toda semana, a estocada que você deve fazer com o aparelho contra um suposto agressor. Melhor ainda se você tiver alguém que se voluntarie para lhe ajudar nesse treino, sendo que você, nestas ocasiões, vai manter o mecanismo de choque desligado. O treino é apenas para você saber quais são as áreas certas em que deve investir contra o agressor e aplicar o choque.

Sim, existem áreas corretas para aplicar o choque onde, se você aplicar o choque da maneira correta contra o agressor, ele não vai conseguir reagir para tentar se defender, muito provavelmente ele vai no mínimo desmaiar após levar a primeira descarga. Estas áreas são aquelas no corpo humano onde os nervos estão mais próximos da pele e onde a pela é mais fina, sensível a conduzir a descarga elétrica até uma porção de nervos que esteja próxima.

Estas áreas são: próximo à região pélvica, abaixo da mandíbula, entre o nariz e o lábio superior, o mais próximo dos olhos possível, e se for impossível alcançar estas áreas no corpo do agressor, tente agredir o pescoço na região entre o ouvido e a mandíbula. Áreas onde há mais massa muscular, apesar de serem bastante desconfortáveis ao agressor, darão ao agressor a chance de manter o raciocínio após o ataque.

Ao aplicar o choque no agressor, você deve levar o aparelho com o máximo de violência possível contra o corpo dele e só apertar o botão do choque quando estiver com o aparelho prestes a encostar na pessoa, isto porque a reação natural da pessoa que está sendo atacada e ouve o barulho alto da descarga elétrica é tentar se desvencilhar e defender de alguma forma.

Por fim, para colocar a pessoa totalmente fora de combate o choque aplicado deve ser de no mínimo 5 segundos, choques de apenas 1 segundo irão, no máximo, causar um desconforto e assustar o agressor, se você, no primeiro ataque, conseguir somente um choque rápido, não deve pensar duas vezes, deve atacar novamente. até que o agressor não passa mais reagir.

Colocarei a seguir um vídeo em inglês em que um instrutor mostra quais as áreas do corpo que devem ser agredidas com um aparelho de choque:

    COLOQUE seu nome e e-mail abaixo para receber nossas notícias. +100 MIL PESSOAS já cadastradas!!!
    CHEQUE AGORA SUA CAIXA DE ENTRADA para ativar a inscrição no e-mail de confirmação que foi enviado para você

De posse destas informações iniciais fica claro que para portar um aparelho de choque que realmente possa lhe trazer a segurança desejada, você deve saber usar e treinar o uso dele com constância.

Sabendo o que foi exposto acima, você ainda deseja ter o aparelho? Se sim, então vamos fazer sobre a legalidade de ter uma lanterna de choque e outros aparelhos com a mesma finalidade.

Não há legislação no Brasil que proíba o porte destes aparelhos, ou seja, é sim permitido que você tenha uma lanterna de choque ou outro aparelho similar e que ande com este aparelho em sua bolsa.

Há sim aparelhos de choque que são proibidos no Brasil por que funcionam a base de projéteis disparados contra o indivíduo que será agredido pela arma. Neste caso eles são proibidos por dispararem os projéteis e não por aplicarem o choque. Estes aparelhos são os famosos revolveres Tazer usados por algumas forças policiais no Brasil e no mundo, e, curiosamente, as forças policiais costumam relatar que quando estão em serviço as pessoas costumam ter mais medo dos revolveres tazer que dos revolveres que disparam munição comum.

Vamos então à permissão de uso efetivo destes aparelhos, ou seja, é permitido que você agrida o seu agressor, usando uma arma de choque?

A resposta é: não, não é permitido agredir ninguém com uma lanterna de choque – ou outra arma de choque -, você poderá responder a um processo se agredir alguém com uma lanterna de choque, mesmo que seja para se defender de um ataque inicial. No entanto, isto também dependerá de a pessoa que você atacar com uma arma de choque, ou uma autoridade policial, denunciarem a sua agressão.

Abaixo você assiste a um vídeo postada no ano passado no canal do Youtube do programa Balanço Geral, da Record, que fala sobre uma mulher que agrediu um ladrão com uma arma de choque. A reportagem é bem interessante e também responde a alguns questionamentos sobre o uso de uma lanterna de choque.

Quanto ao motorista de Uber do caso citado acima, a empresa informou que foi comprovado o desvio de rota e ele foi expulso da plataforma. Vale também citar que no aplicativo do Uber há agora um ícone de segurança que notifica pessoas que você escolhe compartilhando o local e rota onde você está e as colocando em alerta sobre sua viagem de Uber.

Para as meninas é sempre válido procurar algum curso que lhes ensine sobre métodos de defesa pessoa e ação em locais como dentro de um carro de aplicativo, por exemplo. Vale a pena, por exemplo, ao entrar em um carro de aplicativo e iniciar uma viagem em que esteja desacompanha, deixar bem claro ao motorista que está compartilhando a sua viagem e tem pessoas alertas sobre a sua rota e horário de chegada no destino.

SIM, NÓS TEMOS TELEGRAM E SE VOCÊ TEM TAMBÉM CLICA LOGO NO LINK AÍ E CONHECE O NOSSO: https://t.me/gpspezquizaoficial

.