8 boas razões pelas quais você vai amar as tvs 4K

653

A revolução 4K está aí, quase batendo às nossas portas e em breve será possível para todo mundo dar uma espiada nas novas televisões 4K e até mesmo comprar a sua primeira televisão Ultra HD, pois os preços estão começando a se tornar acessíveis para nós, meros mortais.

Sim meus amigos, 2013 é o ano que a Ultra HD vai desembarcar de vez no mercado e como o Brasil é o país da Copa do Mundo e das Olimpíadas, essa revolução tem que chegar por aqui também, já tivemos testes de transmissão 4K via satélite e a Rede Globo, que será a principal emissora parceira da Fifa na Copa do Mundo já está testando à exaustão o 4K, inclusive tendo gravado filmes e outros conteúdos de sua programação em 4K.

Mas se você acha que o Ultra HD vai ser o fiasco que foi o 3D, vamos apresentar boas razões para que você mude os seus conceitos.

Por que o Ultra HD não irá repetir o fiasco do 3D

A revolução 3D decepcionou todo mundo não é mesmo, as televisões estão aí no mercado, muita gente quer comprar a sua 3D mas na realidade não sabe nem bem para que, fata conteúdo, as emissoras não se interessaram no formato e assistir 3D nas televisões se tornou uma coisa tão rara que tem gente que até esquece que o seu televisor é 3D.

Mas o 4K não vai repetir o fiasco da tecnologia 3D por um motivo muito simples, o 4K não é uma evolução da tecnologia 3D e sim uma evolução da tecnologia de resolução de vídeo, o 4K veio para que acontece a mesma coisa que aconteceu com a mudança da tecnologia das tvs de tubo pelas tvs de tela fina LCD, ou seja, passou-se da resolução SD para Full HD e todo mundo pessou que não era mais necessário melhorar pois a imagem parecia sensacional frente à imagem da tv de tubo.

No entanto é sim possível uma melhora extraordinária no Full HD, e esta melhora é imagem mais nítida e mais detalhada, quem já testou os televisores 4K afirma que até o upscaling de Full HD para 4K é impressionantemente melhor que assistir o conteúdo em uma tv Full HD, mas quando a fonte de vídeo é nativa em Ultra HD aí não tem como querer voltar para o Full HD.

Pode se aproximar mais da tela para assistir

Olha aí uma novidade do Ultra HD que vai conquistar as construtoras que estão construindo os apartamentos com salas cada vez menores por causa das tvs de LCD e LED, a tecnologia 4K permite que o usuário se sente mais perto da tela sem perda da qualidade do vídeo.

Atualmente o recomendado é se sentar a pelo menos três vezes a altura da tela para que não se perceba os pixels em uma tela Full HD, este recomendação de distância vai cair para 1,5 vez a altura da tela, já que em cada pixel da resolução Full HD vai caber 4 pixels da 4K, com isto você pode ter uma tv de 60 polegadas no lugar da sua antiga 32 polegadas e mesmo assim você vai conseguir enxergar toda a qualidade da tela numa experiência muito mais imersiva com a sua tv.

A sua sala poderá continuar pequena, mas a sua tv 4K, quanta diferença.

3D passivo em alta resolução mesmo

Umas das razões para o 3D não ser tão de se assistir nas televisões Full HD é que na realidade a imagem 3D não é visualizada em Full HD nestas televisões e em muitos casos ela é bem pior que a imagem 720P das transmissões terrestres.

Isto por que a imagem é dividida para se conseguir o efeito 3D e em alguns casos ainda é possível ver linhas que se formam pela divisão da imagem.

Isto usando-se a tecnologia que melhor se adapta para o 3D em televisões, o 3D passivo.

As tvs 4K apresentadas até agora também vão usar o 3D passivo, também vão dividir a resolução para poder mostrar o efeito 3D, no entanto como a resolução está bem acima da resolução Full HD estes problemas estão bastante minimizados e experiência 3D nas televisões passa a ser muito mais agradável e quem sabe pode até decolar de verdade.

As telas 4K OLED vem aí

Os fabricantes de televisores ficaram naquela pressão para lançar as tvs Full HD com a tecnlogia OLED no entanto não fizeram isto.

Mas tvs 4K OLED já estão entrando na linha de montagem e devem ocupar espaço na casa das pessoas que realmente tiverem condições de investir na tecnologia, já que elas serão realmente muito caras e o preço não deve cair nos próximos anos.

Não, não serão todas as telas de Ultra HD que serão OLED, o 4K OLED será a excessão, as TVs 4K serão de LED, o mesmo tipo que conhecemos atualmente com algumas melhorias tecnológicas e de resolução, no entanto o 4K OLED deverá chegar ao mercado quase ao mesmo tempo do 4K de LED.

Já há muito conteúdo disponível em 4K

Se você acha que o 4K vai repetir o erro do 3D de não ter uma boa quantidade de títulos disponíveis, está enganado.

Já há centenas de conteúdos de filmes, seriados e progamas de tv produzidos em resolução Ultra HD e até maior que esta resolução, ou seja, eles poderão ser remasterizados para 4K.

Filmes antigos e outros conteúdos gravados em película também poderão ser remasterizados mais facilmente para 4K, o que deve aumentar ainda mais a quantidade de conteúdo disponível em 4K logo de início. Aliás, remasterizar este conteúdo em 4K possibilitará que se veja detalhes nestes filmes que a tecnologia Full HD não foi capaz de mostrar.

O único problema é que a indústria ainda não definiu uma mídia e o formato sobre o qual se irá distribuir o conteúdo 4K.

O padrão para diversos programas de TV já é 4K

Não estamos falando do Brasil, é claro, apesar de alguns programas já estarem sendo gravados em 4K, mas estes são conteúdos que interessam também ao mercado internacional.

No entanto a industria dos seriados e documentários, que são os conteúdos mais consumidos no mundo, já está tomando o 4K como padrão para as suas produções, e até mesmo muitos dos que não foram gravados originalmente nesta resolução já estão sendo remasterizados para o 4K.

Já é possível transmitir TV 4K ao vivo

Para você ter uma idéia da necessidade de espaço para armazenamento de conteúdos Ultra HD, um filme em 4K já comprimido ocupa atualmente cerca de 200GB. As câmeras da Sony, que filmam para cinema e outras produções já filmam em resolução 8K que depois é convertida para 4K e para Full HD e necessitam de cartões de memória de 1TB para cada hora de filmagem.

Com uma necessidade de banda tão alta é de se imaginar que seja quase impossível transmitir o 4K para televisão, seja via satélite ou transmissão terrestre, não é mesmo?

Mas o novo formato de conversão HEVC já está conseguindo resolver este problema ao transmitir com uma taxa de resolução de 20Mbit/s, pouco maior que a da transmissão HD 1080i que necessita de 12Mbit/s.

A Fifa já terá transmissões 4K da Copa do Mundo em 2014, em 2014 também o torneio de Wimbledn será transmitido em 4K.

Mas para matar as transmissões de tv convencionais de inveja, o Youtube já tem diversos conteúdos em 4K para se assistir em streaming e o Netflix também já está disponibilizando conteúdo em 4K lá nos Estados Unidos.

O 3D das 4K não necessita de óculos

É bastante impressionante se falar de uma televisão que é capaz de mostrar imagens 3D sem a necessidade óculos já que o olho humano necessita de uma imagem diferente para cada olho para que se consiga formar uma imagem 3D, coisa que é possível no 3D atual pois os óculos separam as imagens em frequência de luz diferentes nas lentes polarizadas em ângulo diferente uma da outra.

No entanto a TV 4K também será capaz de fazer a mesma coisa sem a necessidade dos óculos pois a tela 4K usará uma tecnologia lenticular em que a imagem também será separada em dois canais, um para cada olho, enviando as duas imagens em ângulos de visão diferente para cada olho em que um verá uma imagem diferente do outro olho.

Este tipo de tela 3D no entanto ainda não está totalmente pronta para o mercado e não será lançada nas primeiras tvs 4K a chegarem ao mercado, portanto, as primeiras tvs Ultra HD a serem vendidas deverão ser acompanhadas de óculos para o 3D passivo.

E aí, ficou mais animado para economizar e comprar a sua TV 4K para a Copa do Mundo?

8 coisas legais nas tvs 4k