PF está deixando passar receptores de satélite quando comprados por famílias… segundo relatos

2069

Temos visto por aí diversos relatos de prisão e apreensões de receptores de tv via satélite e via cabo nos shoppings populares e camelôs de rua, como a recente prisão na 25 de março e reportagens da Globo em seus principais jornais, juntamente com ameaças até mesmo aos compradores de tais receptores com processos e prisões pelos mais variados motivos que as delegacias estão achando para enquadrar os compradores e vendedores destes receptores piratas.

No entanto, alguns relatos que chegam aqui no GPS.Pezquiza.com sobre a compra dos receptores no Paraguai e entrada destes receptores no Brasil via fronteira estão mostrando que a situação lá não é de repressão total.

Era de se imaginar que a PF e a aduana estivessem com um galpão reservado somente para a guarda da enorme quantidade de receptores piratas que eles estariam apreendendo, mas vamos ao que nos tem relatado alguns leitores do GPS.Pezquiza.com que moram próximos à fronteira com o Paraguai ou que tem viajado ao Paraguai para comprar as suas muambas de sempre.

Ao passar pela fiscalização aduaneira, os compradores de receptores que comprovam que estão levando para uso próprio e não para revenda consegue a liberação de seus receptores sem maiores problemas, no máximo uma bronca ou outra, mas acabam passando tranquilos e podem instalar os seus receptores em casa sem serem aborrecidos pela polícia.

lista iptv legal 104 canais gratis ao vivo
lista iptv legal 104 canais gratis ao vivo

Liberar os receptores é ainda mais fácil quando o comprador está acompanhado da família, pai, mãe e filhos pequenos acabam conseguindo passar com os receptores piratas ouvindo algumas poucas broncas e com a promessa de que na próxima vez o receptor vai ser apreendido.

A Polícia na fronteira conhece sim e muito bem quais são os equipamentos que não podem ou não deveriam cruzar a fronteira do Paraguai para o nosso país, no entanto quando da tanta repressão aqui e um certo corpo mole lá, será que adiante mesmo tanta repressão nos grandes centros urbanos?

Ou o motivo é que a polícia tem mais o que fazer na fronteira do que barrar centenas de pessoas por dia passando com os receptores de satélite?

Dá uma olhada na foto aí embaixo o tanto de gente passando ao mesmo tempo pela Aduana na fronteira, passa com arma, passa com droga, se a PF ficar preocupada o tempo todo só com receptor de satélite o que vai virar?

aduana brasil paraguai