RUSSOS QUEREM LANÁ‡AR SATÉLITES PARA EXIBIR ANÁšNCIOS NO ESPAÁ‡O

1093

Quando vi esta informação logo me lembrei de um boato que correu há alguns anos e que gerou expectativa em muita gente, as pessoas passavam dias olhando para a lua a espera de verem anÁºncios que, segundo os tais boatos, seriam projetados no lua por uma empresa que inventou um sistema de laser super potente para esta finalidade.

O boato acima não era procedente, no entanto, este outro aqui que tambÉm É bem absurdo, É verdadeiro e já tem atÉ alguns equipamentos preparados para teste.

Uma empresa russa, a startup Orbital Display, anunciou que está desenvolvendo um sistema para a exibição de publicidade a partir do espaço. O sistema será formado por 450 cubesats (satÉlites do tamanho de uma caixa de sapatos), que serão colocados em uma formação, a uma órbita a 450 km de altitude.

Os cubesats estarão dispostos de uma maneira que formarão uma tela, não foi especificado o formato exato, se quadrado ou retangular, conceito parecido com aquelas telas de LED de publicidade que vemos em outdoors luminosos quando estamos no trÁ¢nsito. Cada satÉlite corresponderia a um pixel – ou led -, que, controlados a partir do solo, formariam a mensagem publicitária que se deseja passar.

O projeto dos satÉlites para publicidade no espaço, no entanto, tem as suas limitações, entre elas a de não serem visÁ­veis durante o dia, só serem visÁ­veis durante a noite quando iluminados pela luz solar e terem uma órbita que possibilitará a visualização da publicidade por apenas 6 minutos por dia nas regiões onde o tal painel de publicidade orbital estiver visÁ­vel.

A Orbital Display ainda não lançou nenhum dos tais satÉlites que irão formar o painel de publicidade mas a controvÉrsia já está grande, com reclamações desde a comunidade de astrônomos dizendo que será mais um lixo espacial a atrapalhar o estudo dos objetos celestes a partir do solo, atÉ grupos da sociedade prometendo boicotar os produtos de quem contratar os anÁºncios na tela de publicidade em órbita.

Mesmo assim a Orbital Display afirma que não desistirá do projeto e vai lançar em breve os primeiros cubesats para teste. Pela órbita e limitação de equipamento, eles terão vida Áºtil de um ano no espaço e se desintegrarão na reentrada na atmosfera terrestre.

SIM, NÁ“S TEMOS TELEGRAM E SE VOCÁŠ TEM TAMBÉM CLICA LOGO NO LINK AÁ E CONHECE O NOSSO: https://t.me/gpspezquizaoficial