LANÇOU SATÉLITE SEM AUTORIZAÇÃO DO GOVERNO E FOI MULTADA EM 900 MIL DÓLARES

1218

A Federal Communications Commission (FFC) dos EUA aplicou uma multa de 900 mil dólares em uma pequena empresa fornecedora de internet via satélite, pela realização de atividades de comunicação, no solo americano, sem a devida autorização governamental.

A empresa é a Swarm Technologies, que vem sendo investigada desde março de 2018, por estas atividades não conformes.

A FCC recebeu, naquela época, relatos de um lançamento de satélite, para uso em solo americano, que não foi autorizado pelo órgão competente. A Swarm contratou uma empresa de lançamento de pequenos satélite na Índia e, após o lançamento não autorizado pelo governo americano, realizou diversos testes, também ilegais, entre estações de comunicações no estado da Geórgia e seu satélite não autorizado. Estes testes duraram mais de uma semana.

Somente após a denúncia e início das investigações foi que FCC descobriu, também, que a Swarm realizou outros testes não autorizados utilizando estações meteorológicas em balões, estes testes foram realizados antes do lançamento do satélite que deu início às investigações.

    COLOQUE seu nome e e-mail abaixo para receber nossas notícias. +100 MIL PESSOAS já cadastradas!!!
    CHEQUE AGORA SUA CAIXA DE ENTRADA para ativar a inscrição no e-mail de confirmação que foi enviado para você

É importante atentar para o fato de que os Estados Unidos tem, ou dizem que tem, sistemas avançados de detecção de objetos em órbita terrestre, bem como de sinais de telecomunicações, no entanto, no caso dos pequenos satélites em órbita baixa, declarados como satélites para conexões de internet, estes sistemas de nada valeram.

2018 foi um ano marcado pela lançamento de centenas (talvez milhares) de satélites para uso militar, lançamentos estes declarados pelos governos de diversas nações. No entanto, como vemos por este notícia, o lançamento de pequenos satélites, para a órbita baixa da Terra, que podem servir para diversas atividades não declarados, como a criação de uma rede de dados secreta entre pontos distantes do mundo com o intuito de trafegar dados de espionagem, pode facilmente passar despercebido até mesmos pelos países com sistemas de segurança mais avançados.

Abramos o olho para o fato de que a guerra espacial, prevista há décadas por nomes famosos como Isac Asimov, não se faz apenas com grandes e ameaçadores armas lançadas para a órbita da Terra, mas também por pequenos satélites que podem ser lançados sem grande alarde para a órbita baixa do planeta, custam barato e estão tecnologicamente ao alcance da maioria das nações que os queiram utilizar.

SIM, NÓS TEMOS TELEGRAM E SE VOCÊ TEM TAMBÉM CLICA LOGO NO LINK AÍ E CONHECE O NOSSO: https://t.me/gpspezquizaoficial