LISTA IPTV VS. IPTV – QUAL A DIFERENÇA

1165

Tenho recebido diversas perguntas referentes ao termo IPTV e em praticamente 100% destes questionamentos é perceptível que as pessoas não sabem exatamente o que é IPTV e se confundem sobre cada notícia que sai sobre IPTV, pois o que basicamente querem entender em cada notícia é:

“IPTV é legal ou ilegal?”

Meus amigos, esta pergunta, em se falando sobre o real signficado do termo IPTV, não faz o menor sentido.

O que é IPTV

Explico: o termo IPTV não se refere a um produto em si, o termo IPTV se refere a um padrão, ou seja, regras sobre como se implementar um determinado produto. No caso do IPTV, a regra explica como se trafegar TV através do protocolo de rede que permitiu construir a infraestrutura da internet.

lista iptv legal 73 canais
lista iptv legal 73 canais

O termo IPTV é na realidade um acrônimo:

Internet
Protocol
Tele
Vision

Entendendo que o termo IPTV se refere a um conjunto de regras sobre como transmitir TV através da internet, fica fácil entender que qualquer transmissão de tv via internet é na sua essência IPTV, sendo essa transmissão feita de forma legal ou ilegal.

Desta feita, não faz sentido se afirmar que o IPTV é legal ou ilegal.

E a Lista IPTV, é legal ou ilegal?

Entendendo o que foi explicado acima, fica fácil entendermos que o termo IPTV foi apropriado pelos “empreendedores” da tv por assinatura pirata, que passaram a usar o termo IPTV para denominar, de forma equivocada mas com grande sucesso, a venda de pacotes de canais da tv por assinatura através de streaming de internet.

O termo Lista IPTV, dessa maneira, nada tem a ver com o verdadeiro significado do termo IPTV, ele é uma criação que mudou o significado do termo e ele então passou a ser entendido como:

Lista de canais da tv por assinatura para assistir através de streaming pela internet

Como você vê, nesse significado aí, que é o que as pessoas entendem sobre lista IPTV, nada há que se assemelhe com o significado real do termo IPTV.

Mas é legal ou ilegal?

Já entendemos que não que se falar, sobre o termo IPTV isolado, em legalidade ou ilegalidade.

Sobre esse termo inventando recentemente e que incluí a “palavra” IPTV, o termo “Lista IPTV”, eu só o vi sendo usado para a divulgação de serviços de pirataria da tv por assinatura, nunca para nenhum serviço de tv via internet que seja legal.

A deturpação do termo IPTV é tão grande, pelo mercado de tv pirata, que as empresas que ofertam seus próprios canais e pacotes de canais de forma legal repudiam a cada vez que se associa produtos de tv via streaming que ela lançam, que sejam chamados de IPTV. Eu mesmo vivo levando altas broncas por que sempre chamo qualquer desses produtos, legais ou ilegais, de IPTV, pois na realidade é isto que todos são.

Cabe à quem se depara com cada uma dessas ofertas de produto, entender se a oferta é legal ou ilegal, e se vocês pararem para refletir um momento não é tão difícil assim de se entender a legalidade da oferta.

– Se é a própria emissora quem está ofertando a tv via streaming (IPTV), ou a empresa que representa a emissora (Globosat, Fox, etc.), a oferta é legal.

– Se é uma operadora de tv por assinatura quem oferta o IPTV, a oferta é legal.

– Se não são as empresas citadas acima e as ofertas incluem centenas de canais da tv por assinatura, os canais de futebol (que pertencem à Globosat), os canais de filme premium e a própria emissora Globo, a oferta deste IPTV é ilegal. Por que é ilegal? A Globo não repassa os direitos de transmissão via internet de seus canais para outras empresas pois com isto ela estaria alimentando concorrência para a plataforma IPTV dela, que é o Globo Play.

– Fora isto existe alguma outra IPTV que seja legal? Sim, por exemplo, a DAZN, que é específica de esportes e que compra os direitos de transmissão direto das ligas de times que detêm estes direitos ou que faz parceria de divisão de direitos de transmissão com emissoras de esporte que detenham estes direitos e queiram fazer essas parcerias. Outro bom exemplo é a plataforma que trás apenas seriados produzidos na Coréia do Sul, a Kocowa, sobre a qual falei recentemente.

Veja a matéria: IPTV Coreano chega ao Brasil e oferece assinatura diária por R$ 3,70

Há muito conteúdo que não está na tv aberta e nem está na tv por assinatura, como é o caso do conteúdo ofertado pela plataforma da Coréia do Sul, citada acima, que está atuando no Brasil. Fatura sua grana sem recorrer à pirataria nenhuma, ou seja, é possível ter IPTV legal que não está atrelado ao conteúdo ofertado pela tv por assinatura no Brasil.

Por fim vez ou outra algum empreendedor maluco tenta emplacar uma nova plataforma IPTV legal que oferte emissoras de tv brasileiras mas o negócio não vai pra frente. Não vai pra frente pois ele não consegue os direitos legais para retransmitir os canais que tem maior audiência no Brasil e ninguém vai ficar pagando plataforma IPTV para assistir somente aos canais Shoptime, religiosos, de receitas e outros do tipo.

Valeu e continue conosco.

Entra pro nosso canal no Telegram clicando aqui, clica agora aí vai!

.