Aliexpress Brasil oferece vantagens para vendedores e compradores brasileiros

0
454
Aliexpress Brasil Lojas Vendedores Brasileiros
Aliexpress Brasil agora tem lojas brasileiras

Aliexpress Brasil não está medindo esforços para ser o marketplace que oferece maiores vantagens tanto para os vendedores locais (sim, agora eles aceitam que lojas/vendedores brasileiros anunciem seus produtos no Aliexpress) quanto para os compradores no Brasil.

O AliExpress Brasil passou a aceitar revenderes locais no Brasil em busca de uma fatia de um mercado multibilionário em nosso paÁ­s e as condições para os vendedores estarem na plataforma chinesa superam os vantagens ofertadas por marketplaces já consagrados por aqui como o Magazine Luiza e o pioneiro e poderoso Mercado Livre.

Desde que estreou no Brasil, há 11 anos, o AliExpress conquistou o coração de um grande nÁºmero de consumidores brasileiros.

Recentemente, o Aliexpress diminuiu o tempo de entrega dos produtos comprados na plataforma, graças aos voos com encomendas vindas da China que agora ocorrem quatro vezes por semana.

Os consumidores em São Paulo, Brasil, podem receber seus pacotes de pedidos internacionais em atÉ 8 dias, enquanto os consumidores em outras estados podem receber as suas encomendas internacionais em atÉ duas semanas.

Com a estratÉgia de melhorar a percepção de qualidade de serviço do Aliexpress Brasil, atualmente, o atendimento pós-venda, a logÁ­stica reversa e o atendimento ao cliente do AliExpress brasileiro tambÉm são realizados localmente, ou seja, são realizados por pessoas que realmente entendem o que o consumidor brasileiro necessita.

Com o aumento da velocidade da logÁ­stica do Aliexpress Brasil, os chineses passam a disputar vendedores com grandes plataformas de e-commerce como Magazine Luiza, Americanas.com, Via Varejo e Mercado Livre que inclusive já contavam com vendedores chineses que registravam empresas aqui no Brasil para vender atravÉs dos citados marketplaces.

Segundo dados oficiais, o mercado brasileiro de e-commerce vendeu em 2020 um total 87,4 bilhões de reais e tem expectativa de aumento de 24% de faturamento para este ano de 2021, projetando o faturamento em 108,4 bilhões de reais. Os valores impressionantes, no entanto, correspondem a apenas 10% do total de vendas do comÉrcio nacional, mostrando que os marketplaces ainda tem muito mercado para ser expandir. A termo de comparação, na China o marketplace corresponde a 50% do total de vendas do comÉrcio naquele paÁ­s.

Ao incluir os vendedores brasileiros, o AliExpress aumentou as taxas de compra repetida, o tráfego do site e a retenção da base de clientes.

O AliExpress Brasil anunciou que cobrará apenas uma comissão de 5% a 8% e oferecerá serviços de logÁ­stica completos. Compras acima de R$ 50 podem ser enviadas gratuitamente para todo o Brasil. O Aliexpress tambÉm ofertará aos lojistas brasileiros um fluxo de capital mais rápida do que a mÉdia dos marketplaces nacionais, com saques gratuitos todos os dias.

Para que você possa comparar o quanto se paga em outras plataformas, temos o exemplo do Magazine Luiza: a comissão paga pelo vendedor depende da categoria do produto. Por exemplo, a comissão para moda, joias e relógios É de 16% e 12,8% para outros produtos. Já para o Mercado Livre, a taxa de comissão que cobra varia de 11% a 19%.

Como a abertura do Aliexpress Brasil para lojistas brasileiros agitou o mercado de marketplaces, as concorrentes já se movimentam a fim de não perderem muito com as investidas do Aliexpress em cima de seus clientes, bem como estão alfinetando a plataforma chinesa. O Magazine Luiza anunciou uma polÁ­tica de incentivo aos lojistas, permitindo que eles usem a máquina de cartão de crÉdito da empresa. Na ocasião, o presidente da empresa afirmou que a plataforma do Magazine Luiza não É um ponto de encontro de vendedores sem nota fiscal.

Alpata, do AliExpress, disse que o Alibaba É cauteloso com os vendedores que não emitem faturas. Ele disse: “Normalmente, não comentamos sobre as práticas dos concorrentes, mas o que podemos dizer É que o AliExpress atribui grande importÁ¢ncia Á s regulamentações nacionais e respeitamos as leis do local onde operamos.”

O AliExpress disse que o só aceita vendedores com nÁºmero de identificação fiscal (CNPJ) e proprietários de microempresas (MEI), e não aceita vendedores pessoa fÁ­sica. A plataforma analisará se os vendedores atendem aos requisitos ao se registrar.

O Brasil É o primeiro paÁ­s americano onde o AliExpress entrou em um modelo de operação local. As entregas domÉsticas no Brasil serão administradas pela Cainiao, subsidiária do Grupo Alibaba, que já possui operações no Brasil.

A Cainiao ainda não possui centro de distribuição próprio no Brasil, mas o AliExpress informou que planeja inaugurá-lo nos próximos meses. AlÉm da Cainiao, o AliExpress tambÉm fará entregas pelos Correios, com prazo prometido de 2 a 4 dias.

Compartilhe essa matÉria para fortalecer o GPS.Pezquiza.com. Valeu e continue conosco.

Entra pro nosso canal no Telegram clicando aqui, clica agora aÁ­ vai!

.