“DISNEYLÂNDIA” NO BRASIL MARTELA MAIS UM PREGO NO CAIXÃO DA GLOBO

3253

Os bons ventos não estão mais soprando para o lado das Organizações Globo, ainda nem iniciou o novo governo brasileiro e a emissora já observa o mercado de televisão se reorganizando para se libertar das vontades até então soberanas, da até então poderosa Globo.

O velório já está contratado, a cova já está cavada, o defunto já está dentro do caixão mas insiste em dizer que ainda está vivo, alguns ainda acreditam que ele está vivo, mas a tampa já está sendo pregada.

A Globo como nós a conhecemos já morreu, resta saber o que os filhos farão com a herança. No momento eles fazem do corpo uma marionete aos moldes do que ocorreu no filme Um Morto Muito Louco.

Não há mais como trazer a Globo de volta à vida, a emissora descuidou e foi atropelada pelo livre mercado. Pior ainda, no momento do acidente ela estava agarrada em seu baú de tesouros que foi atirado para bem longe do seu alcance. Os exploradores mais espertos estão catando as joias para si e o diamante mais valioso, apesar de ter se entranhado em uma caverna escura, está, no momento, a ponto de ser recolhido pela Disney.

Sim, estamos muito perto de termos uma Disneylândia no Brasil, para isto basta que o Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econônica) valide a fusão da Disney com a Fox em território nacional, isto dará permissão para a entrada de investimentos bilionários da Disney para o mercado de entretenimento brasileiro e as principais joias da Globo fatalmente irão cair nas mãos da empresa americana, a começar pelo diamante chamado futebol.

A Disney controla duas emissoras muito fortes em se falando de esportes, ESPN e Fox Sports, a barreira para o domínio do Fox Sports no futebol brasileiro é, ou era, até então chamada Globo, até então fortalecida pelo affair de anos que a emissora mantém com algumas instituições poderosas, esse amor era o que barrava qualquer ameaça que se levantasse contra a emissora, infelizmente, para a Globo, no último dia 30 de outubro, o amor acabou e levou embora consigo proteção.

Por conta deste amor desmedido de poderosos pela Globo a emissora mantinha, sob a sua tutela, os grandes clubes do futebol brasileiro que ao longo do tempo se convenceram que sem a Globo não sobreviveriam. A Globo no entanto tratou melhor alguns destes tutelados que outros, deixando a maioria deles com ciúmes, apesar de continuarem sem opção.

Os clubes enciumados começaram a ser cortejados por outras emissoras poderosas, inteligentes e endinheiradas. Estas só não podiam levar os clubes para passear pois eles eram mantidos dentro dos muros do Projaquistão sendo guardados pelos seguranças dos homens do poder, a conversa entre os clubes e as outras emissoras só rolava por cima do muro e quando a Globo tomava conhecimento do ocorrido o estresse era grande.

Agora que a Globo perdeu o seu amante o seguranças também estão indo embora e as emissoras estão em polvorosa para invadir o terreno do Projaquistão. A Disneylândia já mandou fazer o projeto do castelo para ser construído em cima do campo de futebol do Projaquistão e pra mostrar serviço vai ficar uma obra faraônica.

    COLOQUE seu nome e e-mail abaixo para receber nossas notícias. +100 MIL PESSOAS já cadastradas!!!
    CHEQUE AGORA SUA CAIXA DE ENTRADA para ativar a inscrição no e-mail de confirmação que foi enviado para você

E com a chegada da Disneylândia vai ter diversão para quem quiser pagar o ingresso e também para quem não quiser pagar.

A Disney já chamou para a mesa de negociações a Band, aquela emissora que foi parceira da Globo por muitos anos nas transmissões de futebol e sabe tudo o caminho das pedas sobre a transmissão deste esporte no Brasil. A Disney está disposta a colocar muito dinheiro na mesa para conquistar, além dos direitos de transmissão das partidas de futebol para a tv fechada, também estes direitos de transmissão para a tv aberta.

Se conquistar o ativo futebol brasileiro, a Disney formatará este produto de uma maneira nunca antes vista pelo mercado de entretenimento em nosso país. O interesse do Grupo Disney é revigorar o futebol brasileiro de maneira tal que ele se torne um produto de consumo premium muito desejado em outros mercados já dominados pelo Fox Sports, inclusive o mercado americano cujo faturamento do produto futebol já supera em algumas vezes o que se fatura aqui no Brasil.

A CBF, que já foi uma das principais barreiras contra aqueles que ameaçavam o império da Globo no futebol, assiste de longe o circo pegar fogo, e, dizem as más línguas, comemora que a emissora desesperada não consegue mais apagar o incêndio.

A Disneylândia está prestes a ter o seu projeto de construção sendo aprovado no Brasil, ela já pediu isto de presente para o Papai Noel e se tiver paciência para esperar, ele chega assim que o réveillon passar.

No entanto ela não está sozinha, os investidores internacionais estão alvoroçados com a sinalização do novo governo brasileiro na desburocratização do mercado brasileiro e numa carga tributária mais justa, tanto para o mercado do entretimento, quanto para o consumidor brasileiro. Isto, segundo analisam, vai deixar mais dinheiro disponível no bolso do consumidor brasileiro que adora entretenimento e está ávido por novidades.

Para levar o futebol brasileiro para casa a Disney deverá enfrentar forte concorrência, inclusive de grandes nomes da internet.

Este ano até o Faustão vai voltar a cantar aquela musiquinha de final de ano da Globo: hoje é um novo dia de um novo tempo que começou…

SIM, NÓS TEMOS TELEGRAM E SE VOCÊ TEM TAMBÉM CLICA LOGO NO LINK AÍ E CONHECE O NOSSO: https://t.me/gpspezquizaoficial