HTV vs. OCTOPLAY vs. BTV

542

Ontem fiz uma matéria sobre o Octoplay e ela gerou muitos questionamentos de leitores do GPS.Pezquiza.com.

Leia: IPTV OCTOPLAY – SEGREDO REVELADO

Apesar de eu ter feito a explicação sobre a diferença existente entre o Octoplay e o HTV, o BTV e outros similares a estes últimos, ainda restou dúvida no pessoal sobre qual é mesmo a diferença, entrou vou deixar essa matéria aqui tocando especificamente neste ponto.

Antes de mais nada quero deixar claro que eu não uso e nem recomendo nenhum tipo de aparelho ou lista que permita piratear a tv por assinatura, essa matéria é no sentido de esclarecer dúvidas de leitores e em nenhum momento ensina nada que permita piratear a tv por assinatura.

lista iptv legal 104 canais gratis ao vivo
lista iptv legal 104 canais gratis ao vivo

Esclarecimento feito vamos aos fatos.

O que diferencia estes aparelhos, que atuam no mercado de pirataria da tv paga, é a estratégia de marketing. É bom que fique claro aqui este ponto, pois é uma dúvida recorrente que me enviam perguntas: todos os aparelhos aqui citados, tanto Octoplay, quanto HTV, quanto BTV, funcionam de modo a piratear a tv por assinatura.

HTV, BTV e similares

A estratégia de marketing (atuação no mercado) das marcas HTV, BTV e algumas outras similares, é fazerem um marca de confiança para que as pessoas que querem usar esse tipo de subterfúgio para assistir os canais da tv paga, reconheçam a marca como “de confiança” e então comprem o aparelho por estarem convencidas de que ele realmente faz o que promete e que o poderão usar na função para a qual o adquiriram, por muito tempo.

Essa confiança que HTV, BTV e similares, que focam na imagem da marca, passam aos seus usuários, tem um preço salgado, geralmente na casa dos 800 reais ou mais. O problema é que se formos levar em conta a qualidade dos aparelhos, se não fosse pelo “serviço” de tv pirata eles valeriam não mais que R$ 200 no mercado de tv box comum (aquela que não vem configurada para acessar canais da tv por assinatura e o sistema operacional funciona como um aparelho Android comum, como um tablet, um smartphone, etc.).

Considerando então que o aparelho em si deveria ser vendido nessa faixa dos R$ 200, o que as marcas HTV e BTV cobram é um alto valor pelo acesso ao servidor IPTV destas marcas. Seria portanto R$ 600 em média o que se paga por este acesso ao servidor IPTV das marcas HTV, BTV e similares.

É claro que nesses R$ 600 também está embutido o valor da marca, da confiabilidade que passa para os usuários, o boca a boca de quem usa e convence mais alguém a usar pois está satisfeito com o produto. Marca acrescenta uns bons reais a mais no preço do produto não é mesmo?

Octoplay

Já no caso do aparelho Octoplay a estratégia de marketing é diferente, eles não estão preocupados em construir a reputação da marca e muito menos que essa marca fique no mercado por muito tempo. O que eles buscam é fazer um produto similar ao HTV, BTV… e construir anúncios online para vender esse produto ao máximo de pessoas possível, depois somem com essa marca e fazem uma nova e um novo ciclo de vendas se repete.

Dessa forma eles compram um lote de centenas ou até milhares de TV Box comum, fazem parceria ou comprar também o mesmo tanto de acessos a servidores IPTV, que hoje em dia se encontram de pencas oferecendo seus “serviços” no mercado. Fazem um aplicativo IPTV, com uma interface bacana para colocar essa lista IPTV para rodar e vendem esses aparelhos pela metade do preço das concorrentes de marca.

A estratégia aqui é gastar com anúncio e naquele tipo de anúncio que fica perseguindo o internauta que pesquisou pelo assunto ou que entrou na página de vendas do aparelho.

Na página do Octoplay você o irá encontrar à venda por cerca de R$ 400.

Dessa forma eles obtém um lucro rápido vendendo os aparelhos que montaram com essa marca Octoplay e tantas outras marcas que inventam, mas sem nunca ter a preocupação de continuarem a prestar o serviço de acesso IPTV a quem comprou o aparelho.

É bem provável que dentro de alguns meses os tais canais piratas que o comprador pagou para assistir deixarão de funcionar e não haverá para quem perguntar ou pedir para reativar através da própria marca Octoplay, coisa que as marcas tradicionais no IPTV, HTV, BTV… dão suporte ao comprador.

Eu que acompanho o que acontece no mercado de tv por assinatura há mais de 10 anos, tanto no mercado legal quanto neste paralelo, posso afirmar com certeza que quem opta por usar estes aparelhos e métodos alternativos uma hora ou outra vai ficar sem o serviço pelo qual pagou.

A dúvida é por quanto tempo irá conseguir usar por aquilo o que pagou, ou seja, extender o “benefício”.

Pelo modo de operar fica claro que o tal Octoplay e outros que usam a mesma estratégia não estão preocupados em extender o benefício de quem os comprou, eles estão preocupados em pegar a grana do comprador e cair fora o mais rápido possível.

Entra pro nosso canal no Telegram clicando aqui, clica agora aí vai!

.