Cliente faz operadora levar multa de R$ 2 milhões… E olha só o motivo

885

Um morador de Poços de Caldas-MG, cliente da Claro TV, registrou uma reclamação no MinistÉrio PÁºblico de que a operadora Claro TV o estaria importunando com o excesso de ligações e mensagens de SMS com propagandas.

O Resultado? O MinistÉrio PÁºblico decidiu que a operadora terá que pagar uma multa de R$ 2 milhões.

O cliente que criou esse problemão para a Claro TV É advogado, o Sr. Augusto de Paula Barbosa diz que passou mais de 2 meses recebendo ligações e mensagens de texto com propaganda da Claro, quando já não aguentava mais tanta encheção de saco ele resolveu recorrer ao MinistÉrio PÁºblico, baseando-se em uma lei estadual que protege o consumidor mineiro do que É classificado como “marketing ativo direto”.

Segundo Augusto a Claro enviava mensagens ou ligava pelo menos duas vezes por dia, sempre com conteÁºdo publicitário ou no intuito de vender serviços da operadora.

E não escolhia hora para entrar em contato, na maioria das vezes nos momentos mais inoportunos, diversas ligações foram no perÁ­odo entre 21h e 8h do dia seguinte.

O cliente tambÉm gravou ligações em uma oportunidade em que a Claro ligou insistentemente durante uma hora seguida com intervalos máximos de 1 minuto entre as ligações, neste momento houveram diversas ligações com intervalo de 6 segundos entre as ligações.

Para piorar a situação da Claro, o cliente já era cadastrado na lista de antemarketing administrada pelo Procon de Minas Gerais.

A multa total É de R$ R$ 2.085.833,33 e nenhum centavo vai para o advogado Augusto de Paula Barbosa, a determinação do MinistÉrio PÁºblica É que o valor total vá para Fundo Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor.

A Claro não emitiu nenhuma declaração sobre a decisão do MinistÉrio PÁºblico de Minas Gerais e preferiu se limitar a dizer que não comenta decisões judiciais.


multa-claro-2-milhoes