Cartilha de Combate à Pirataria da Claro TV – Parte 3 – O que a Claro TV irá fazer para combater a pirataria da tv por assinatura

792

Continuamos a falar sobre a cartilha de combate à pirataria da Claro TV, ontem nós escrevemos duas matérias sobre o assunto, se você não leu, clique e leia a Parte 1 e a Parte 2 deste assunto para ficar por dentro.

Seguinte com a análise da cartilha de combate à pirataria da Claro TV, seguimos com a pagina em que a Claro TV explica que ações tomará efetivamente para combater a pirataria da tv por assinatura.

Atenção pois isto é muito importante para que se entenda o que tenta fazer a Claro TV para comprometer as pessoas que foram assinantes da operadora e agora usam as antenas parabólicas da operadora para captar o sinal da Banda KU do StarOne C2 ou outro satélite e usar para receptores de satélite que pirateiam os canais nos satélites.

A estratégia da Claro TV passa pela antena parabólica, a Claro TV declara que irá mandar retirar as antenas parabólicas da casa de todos os assinantes que cancelaram seus pacotes da tv paga junto à operadora.

Esta estratégia tem muitas intenções, além de simplesmente remover a antena, que efetivamente pertence à operadora pois ela fica em comodato na casa do cliente.

A Claro TV pretende que o instalador que vai ser enviado à casa do cliente que cancelou o pacote de tv da operadora inspecione a casa e consiga uma confissão do cliente de que cancelou a assinatura da tv paga junto à operadora para usar um receptor pirata, mais ainda, se possível que o instalador fotografe esta situação.

Não é demais imaginar que os instaladores da Claro TV estejam instruídos a gravar em áudio as conversas que tiverem dentro da casa dos clientes das operadoras ou até mesmo usarem equipamentos ocultos de filmagem para registrar o uso de receptores piratas.

É demais pensar nesta “teoria da conspiração” da Claro TV?

Não é. Na mesma página da cartilha como agirão os canais de Denúncia que elas está criando contra usuários de tv pirata, especialmente contra os seus ex-assinantes que cancelaram seus pacotes de tv por assinatura para usarem receptores piratas.

O negócio é bem tenso, o que se entende é que o processa inicial passa por pressionar os profissionais de instalação de antenas e receptores que prestam serviços para a operadora para que estes ajam impiedosamente como denunciantes destes ex clientes como usuários de receptor de satélite pirata.

Sim, pressão, usando um texto com linguagem delicada a Claro TV fala em apuração interna e externa, o que entre outras coisas deixa claro para os instaladores que eles devem parar com a prática de vender e instalar antenas parabólicas da Claro TV para pessoas que vão usar estas antenas para recepção de tv pirata.

Outro ponto é a obrigatoriedade destes instaladores de verificarem e denunciarem o uso de receptores piratas na casa dos clientes da operadora.

A Claro TV sabe que raramente vai receber denúncias de pessoas que não estejam intimamente ligadas à operadora, por isto o trabalho está focado nos instaladores de antenas parabólicas e nas antenas parabólicas.

A Claro Tv também fala em notificar o ex-cliente para que ele regulariza a sua situação, ou seja, devolva a antena parabólica que pertence à operadora e que não use esta antena parabólica em conjunto com receptores de tv via satélite pirata.

Nas páginas seguintes a Claro TV diz claramente como deseja que estas denúncias sejam feitas, inclusive dita padrões para as fotos que serão enviadas para a Central de Denúnias da Pirataria.

Trataremos deste assunto em uma matéria amanhã, pois é necessário que se fale com bastante calma sobre isto.