Como ligar qualquer pendrive ao seu smartphone… E também impressora, teclado e mouse USB e mais

17916

Eu estava precisando de uma solução mais prática para fazer backup das fotos e vídeos do meu smartphone do que a necessidade de ligar o smartphone a um computador toda vez que eu precisava limpar o cartão de memória dele e salvar as fotos e vídeos gravados na memória interna ou cartão de memória.

E olha que o meu smartphone, um LG G3 D855, tem um cartão de memória de 32Gb.

Na realidade a solução não era estranha pra mim, era só era complicada de eu conseguir com facilidade aqui em Goiânia.

Por conta desta problemática dos Correios que não estão entregando nada direito para mim, eu estava um pouco desanimado de pedir encomendas de outros estados, contar a história toda aqui no GPS.Pezquiza.com é chover no molhado.

Mês passado a memória SD do meu smartphone encheu e então eu resolvi que era hora de pedir a solução, um cabo chamado de OTG, On The Go.

O cabo OTG tem um plug que se conecta, no caso do meu celular, à porta micro USB do meu smartphone e na outra ponta ele tem uma porta USB Fêmea.

É o seguinte cabo:

Cabo OTG USB Micro USB para smartphones e tablets
Cabo OTG USB Micro USB para smartphones e tablets

O uso deste cabo é bastante simples para a maioria dos smartphones e tablets com porta micro USB ou mesmo mini USB, desde que se compre o OTG para micro USB, no entanto, não são todos os aparelhos que o aceitarão de maneira fácil.

No caso do meu LG G3 ele aceitou o cabo OTG simples, o que mostro na foto acima, que tem apenas dois plugs, o micro USB e o USB Fêmea. No entanto, há diversos smartphones e tablets que necessitam de um cabo OTG Y para conexão de energia externa. Isto por que alguns fabricantes desligam a função de saída de energia na porta micro USB dos smartphones e sem energia alguns periféricos não irão funcionar com o cabo OTG.

Comprando o Cabo OTG Y, que tem uma porta micro USB para plugar no smartphone ou tablet, uma porta USB fêmea para ligar os periféricos que se deseja usar no smartphone ou tablet e uma porta USB macho para plugar em algum lugar que vá doar os 5V de energia para o periférico, como uma porta USB em um computador.

O que eu chamo de funcionar fácil para um cabo OTG? Plugou o cabo na porta mini USB do smartphone, colocou a pendrive na porta USB fêmea, foi no gerenciador de arquivos do smartphone e pronto, os arquivos do seu pendrive estão lá para você abrir ou então para você copiar os arquivos do celular direto para o pendrive.

O que mais? No meu caso eu já usei teclado e mouse sem fio no smartphone, e foi o combo, ou seja, aquele tipo em que o teclado e o mouse funcionam no mesmo adaptador USB sem fio. O smartphone fica parecendo um mini computador, com ponteiro de mouse e teclado como se usa em um computador de mesa, muito prático para escrever textos longos e sem a canseira do corretor de texto do smartphone.

Testei também a minha impressora Epson L355, tive que instalar um driver de impressão no celular através do menu Impressoras nas Configurações do Smartphone. Meu Android é o 4.2.

O controle USB original do Xbox 360 não funcionou muito bem no meu smartphone, acho que também precisa de algum drive para ficar bom.

Sei que muitos outros periféricos USB também funcionam, mas foram somente os acima que testei por enquanto.

Voltando à compra do cabo, foi uma canseira doida conseguir ele aqui em Goiânia. Comprei de um vendedor de Goiânia via Mercado Livre que só aceitava entregar pelos Correios, chegou depois de quatro dias, no entanto, quando abri o envelope com o cabo vi que o vendedor tinha errado, ao invés de um cabo mini USB ele enviou um micro USB.

Reclamei e ele aceitou que eu fosse trocar pessoalmente, não é uma loja, uma sala que fica no meio de Campinas, o que pra mim é do outro lado da cidade com um trânsito infernal, 40 minutos de carro da minha casa lá no meio da semana, e chegando lá o cara ainda me diz que errou no anúncio e que não tem o cabo que eu precisava, mas ía devolver o meu dinheiro.

Preço do cabo e frete, R$ 16,90, a dor de cabeça e perda de tempo não tem preço.

Mas aproveitei que estava lá em Campinas, onde vou uma vez a cada 4 anos, desculpa aí quem mora alí por perto, mas eu fujo de muvuca, e fui de camelôdromo e camelôdromo a procura do cabo e finalmente encontrei, R$ 18, só o cabo, mas paguei feliz.

Perdi meio dia de vida nesta busca mas a satisfação pessoal está excelente.