Estudo comprova: combater a pirataria não aumenta a venda do produto legal

916

Um estudo feito pela Universidad Carnegie Mellon do Reino Unido chegou Á  conclusão de combater a pirataria de conteÁºdo digital baixado via P2P não aumentou a venda do conteÁºdo original que estava sendo pirateado no Reino Unido.

Mais, o estudo tambÉm comprovou que o combate a páginas que facilitam a descarga de conteÁºdos via torrent, como o famoso PirateBay, não teve efeitos positivos e nem negativos, na realidade tudo continuou como antes.

O Áºnico efeito conseguido com o bloqueio de páginas como o PirateBay, que vem ocorrendo no Reino Unido desde 2012, foi levar os usuários deste tipo de serviço pirata a encontrarem novas formas de acessar o conteÁºdo pirata, seja usando VPN ou proxys para continuar a baixar o conteÁºdo proibido.

Para chegar a tal conclusão, a Univerisdade Carnegie Mellon analisou dados disponibilizados pelas operadoras de internet do Reino Unido desde 2012 atÉ este ano de 2015.

No entanto, houve um ponto de observação neste estudo a favor de uma empresa que tem já declarou várias vezes que tem se beneficiado da cultura da pirataria de conteÁºdo digital em todo o mundo, o Netflix.

Segundo o estudo, o bloqueio a páginas de procura de arquivos para P2P acelerou o crescimento de assinaturas do Netfix em 12%.

Outra conclusão a que os pesquisadores chegaram É de que, quem traça as estratÉgias de combate Á  pirataria digital são pessoas que não tem a menor noção sobre o funcionamento da internet, tentar bloquear um serviço de troca de arquivos pela internet É o mesmo que tentar tomar a água do mar com canudinho, cada serviço fechado É a oportunidade para que surjam dezenas de outros serviços de troca de arquivos.

Fechar estes novos serviços não tem nenhuma efetividade.

O estudo no entanto não sugere nenhuma forma de combater a pirataria de conteÁºdos digitais.

Alguns Memes divertidos já começaram a surgir sobre o bloqueio de páginas como o PirateBay, um exemplo É o que colocamos abaixo.


meme-piratebay