TELEVISÁƒO 8K DA SHARP JÁ ESTÁ SENDO COMERCIALIZADA, MAS O PREÁ‡O… RAPAAAAAZ

2478

A Sharp prometeu em setembro do ano passado que iria lançar comercialmente a primeira TV 8K no mercado e nesta semana ela cumpriu a sua promessa – para os consumidores europeus – a marca colocou Á  venda em lojas do varejo a TV Sharp LV-70X500E com opções de tela de 70 polegadas e promessa de lançar ainda este anos modelos com tela de 65 polegadas e 85 polegadas.

Antes de te espantar com o preço da danada vamos saber um pouco mais sobre ela.

A resolução 8K É a resolução 4 vezes mais nÁ­tida que a resolução 4K que por sua vez É quatro vezes mais nÁ­tida que a resolução Full HD, isto significa que a resolução 8K É 16 vezes mais nÁ­tida que a resolução Full HD o que É atÉ difÁ­cil de imaginar já que isto significa que a tela desta tv tem um pixel muito, mas muito pequeno.

Pixel É cada um dos quadradinhos luminosos que formam a imagem na televisão, chega mais perto da tela da sua TV aÁ­ que você vai entender o que É isto, se você tem uma TV Full HD imagina que numa TV 8K cada quadradinho deste que você enxerga na sua TV precisa ser dividido por 16 quadradinhos para representar o tamanho do pixel de uma TV 8K, já numa 4K cada quadradinho precisa ser dividido por 4. É muito pequeno e a imagem numa 8K deve ser muito semelhante a olhar uma fotografia impressa.

Como caracterÁ­sticas de destaque nesta Sharp LV-70X500E estão brilho de 400 cd/m2, suporte a 10 bits com cobertura 79% de BT.2020, HDR 10 e HLG, o que qualifica esta TV para uso em estÁºdios de desenho, análise fotográfica, salas de controle e de emissão de conteÁºdos, assim como o uso em aparelhos de suporte Á  medicina, tal o grau de fidelidade das imagens que ele consegue mostrar.

Mas o consumo É de assustar, o modelo com tela de 70 polegadas consome impressionantes 450 watts.

O preço anunciado desta TV no mercado europeu É de 12 mil euros, cerca de R$ 50 mil.

Vocês acham que os europeus estão contentes com a novidade? Não, não estão, e o problema não É nem o preço super salgado, o maior problema É que 4K agora que está começando a ganhar mais destaque no mercado mas ainda falta um bom caminho para ser o padrão de mercado, ainda há limitação na quantidade de conteÁºdo 4K disponibilizado, conseguir conteÁºdo em qualidade 8K então É quase impossÁ­vel, existe alguma coisa no Youtube mas nem os próprios produtores de conteÁºdo conseguem produzir em 8K pois as cÁ¢meras disponÁ­veis para isto são aquelas fabricadas para uso em cinema, estão longe de serem um produto popular.

E ainda há outros problemas a se vencer, para se ter 4K via internet É necessário uma conexão real e estíel de 25 Mbps sendo usada somente para a recepção do conteÁºdo 4K para uma plataforma como a Netflix, levando isto por base É de se entender que para assistir o 8K real via internet será necessário uma conexão estíel e real de 100 Mbps sendo usada somente para a recepção do conteÁºdo 8K, isto só É possÁ­vel em conexões de fibra que atÉ já estão bem avançadas na Europa mas ainda falta muita gente para aderir.

Há ainda mais um problema, esta televisão não tem sintonizador de canais, ela recebe todo conteÁºdo via HDMI e atravÉs de USB o media player dela só consegue tocar vÁ­deos 4K ou fotografias 8K.

Você entedeu bem, ela não consegue tocar videos 8K no media player e pior, ela precisa de um reprodutor externo 8K que usa as 4 portas HDMI 2.0 ao mesmo tempo para conseguir mostrar o conteÁºdo em qualidade 8K… É muito sofrimento.

Se ela tivesse uma porta HDMI 2.1 ela conseguiria mostrar 8K do tocador externo usando apenas uma porta HDMI, no entanto somente em 60Hz… É muito sofrimento.

O que você encontrará para ela então será o upscaling de conteÁºdo 4K para 8K, aliás um serviço que as TVs 4K tem feito muito bem em relação ao conteÁºdo Full HD.

E se você quer se apegar a densidade de pixels dela para imaginar que vale a pena ser um pioneiro nas TVs 8K, veja esse comparativo da densidade de pixels:

– Full HD: 1920 x 1080: 31,41 ppi
– 4K: 3840 x 2160: 62,94 ppi
– 8K: 7680 x 4320: 125,88 ppi

A densidade de pixels desta TV É tão grande que É impossÁ­vel ver os pixels desta TV se você se sentar a mais que 50 cm de distÁ¢ncia da tela dela.

O ppi (pixels por polegada) É bem parecido com o dos monitores WQHD Ultrawide, mas ainda É maior, sendo que a qualidade da imagem que ela consegue mostrar em relação ao contraste, fidelidade de cores… É muito melhor que as destes monitores gamers.

Agora pense comigo… R$ 50 mil, R$ 50 mil, R$ 50 mil com todas aquelas limitações expostas acima… Será que vai vender quantas unidades?

Se chegar no Brasil o preço no mÁ­nimo dobra não É mesmo?