ELE FOI PRESO POR VENDER OPINIÕES FALSAS A PERFIS NO TRIPADVISOR

649

Esta é a primeira vez que se tem notícias que uma pessoa foi presa por vender opiniões falsas para perfis que queiram se promover em uma plataforma social.

A pratica de fraudar opiniões, fraudar quantidade de seguidores, fraudar visualizações e fraudar likes em plataformas e redes sociais é comum no mundo inteiro, mas a partir desta decisão, até então inédita, feita por um tribunal de Lecce na Itália, quem sobrevive de vender e comprar status falsos em plataformas sociais é bom que reveja seus conceitos.

Há legislação específica para este tipo de fraude – vender ou se usar de opiniões fraudulentas para promoção em meios digitais – em muitos países ao redor do mundo, mas elas não vinham surtindo efeito pois é necessário que alguém que esteja sendo prejudicado pela prática inicie o processo contra o fraudador, e foi exatamente isso que fez o TripAdvisor, uma plataforma social que oferta hospedagem em praticamente todo o mundo, os hotéis cadastram suas ofertas no TripAdvisor e o que impulsiona a plataforma são as avaliações e reviews feitas pelas pessoas que se hospedam nas acomodações ofertadas no site, cuja confiabilidade destes reviews é tida como muito alta entre os utilizadores do TripAdvisor.

    COLOQUE seu nome e e-mail abaixo para receber nossas notícias. +100 MIL PESSOAS já cadastradas!!!
    CHEQUE AGORA SUA CAIXA DE ENTRADA para ativar a inscrição no e-mail de confirmação que foi enviado para você

Aproveitando-se do fato de que milhares de utilizadores em todo o mundo só definem os locais onde irão se hospedar após ler os reviews sobre as acomodações no TripAdvisor, começou a surgir uma rede de comércio de reviews falsos para hotéis e outros que ofertavam suas acomodações através da plataforma. A prática começou a crescer em alguns locais e a TripAdvisor então buscou a justiça para conter os reviews fraudulentos sobre as acomodações em sua plataforma.

A denuncia foi feita contra um fraudador que administrava o perfil PromoSalento – o nome da pessoa não foi divulgado – e na setença o juiz escreveu que “escrever opiniões fraudulentas utilizando uma identidade falsa é uma conduta delitiva em virtude do direito penal italiano. Pela conduta fraudulenta a pena arbitrada foi de 9 meses de prisão e uma indenização de 8 mil Euros por perdas e danos.

O TripAdvisor diz saber que a prática de opiniões fraudulentas já conta com diversas empresas em funcionamento e por isto já montou uma equipe especializada em detectar as fraudes e tomar medidas legais contra os fraudadores.

SIM, NÓS TEMOS TELEGRAM E SE VOCÊ TEM TAMBÉM CLICA LOGO NO LINK AÍ E CONHECE O NOSSO: https://t.me/gpspezquizaoficial