A TECNOLOGIA DE RECONHECIMENTO FACIAL QUE OS DEPUTADOS DO PSL IDOLATRARAM

1323

O grande assunto da semana, provavelmente do ano, é a tecnologia de reconhecimento facial que foi usada como desculpa por uma comitiva de deputados do PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro, para visitar de forma não oficial o Partido Comunista Chinês (PCC), atendendo a um convite deste para um intercâmbio ideológico e de pragmatísmo político.

Os sistemas de vigilância da China estão sendo alvo de desconfiança e perseguição em diversos países do mundo, tendo até culminado na prisão de altos executivos da empresa de tecnologia chinesa Huawei. A prisão se deu por conta de acréscimos de chips não declarados que a Huawei é acusada de colocar nos eletrônicos que vende, com a intenção de espionar os locais onde estes equipamentos são utilizados.

Diante de toda a desconfiança velada e por tudo o que se sabe claramente sobre o sistema político e social implementado pelo PCC, na China, o sistema de reconhecimento facial lá desenvolvido não é desejado em nenhum local do mundo pois ele, com certeza, é um grande risco à soberania das nações.

Fiz uma live nesta quinta-feira, 17 de janeiro, onde falo sobre o ecossistema de inteligência artificial chinês, usado para fazer o controle social dos cidadãos, e onde está contido, mas não se limita a ele, o sistema de reconhecimento facial ofertado pela Huawei e outras grandes de tecnologia da China.

Na live eu dou destaque que esse sistema, que pode ser entendido pelos leigos como sendo as câmeras que capturam os rostos das pessoas, na realidade tem como recursos principais os supercomputadores desenvolvidos pela China – e que o PCC não permite que sejam repassados para outras nações – além do ecossistema de softwares que permitem, tanto o reconhecimento facial, quanto a análise e cruzamento de dados recolhidos pelo reconhecimento facial e outros sistemas, que pasmem, colhem até mesmo dados sobre as emoções das pessoas em relação às atividades em que elas estão envolvidas, seja no trabalho ou tentando passar pela imigração no aeroporto.

Também deixei um link para reportagem do periódico South China Morning Post, que complementa o assunto, é o seguinte:


Drones, facial recognition and a social credit system: 10 ways China watches its citizens

O vídeo com a Live você pode assistir logo abaixo:

SIM, NÓS TEMOS TELEGRAM E SE VOCÊ TEM TAMBÉM CLICA LOGO NO LINK AÍ E CONHECE O NOSSO: https://t.me/gpspezquizaoficial

.