StarOne C2/C4: Por que os canais estão mudando tanto de TP no C2/C4

3946

O pessoal que usa receptor pirata, Azamérica, Duosat, Nazabox, Cinebox e aí por diante, são os que mais tem notado as constantes mudanças nos TPs dos satélites StarOne C2/C4 nos últimos dias.

Aliás, notado é modo de dizer, os usuários de receptores de satélite piratas tem se desesperado por que canais de uma hora pra outra somem e não é todo mundo que sabe como recuperar os canais do C2 ou de qualquer outro satélite quando eles somem.

Para quem tem o receptor original da operadora de tv por assinatura não tem com o que se preocupar, as mudanças são configuradas pela operadora no receptor dos seus assinantes através de comandos enviados pelo próprio satélite C2/C4.

Além de querer saber quais são os novos TPs que estão sendo configurados no satélite C2/C4 para acomodar os canais da Claro TV para o Brasil, os usuários de receptores de satélite não oficiais também querem saber por que estas mudanças estão sendo feitas com tanta frequência e por que são necessárias.

lista iptv legal 104 canais gratis ao vivo
lista iptv legal 104 canais gratis ao vivo

Por que os canais estão mudando tanto de TP no C2/C4

Para entender isto primeiro você precisa entender que os canais transmitidos através dos satélites são na realidade arquivos de computador (informática) semelhantes aos arquivos que se baixa através de P2P, uTorrent, compartilhamento de arquivos…

Quando você procura um arquivo de filme para baixar na internet, ele tanto pode ter o tamanho em Mb quanto em Gb, e como todos sabem, quanto maior o tamanho do arquivo, melhor a qualidade da imagem, se eles usam os diferentes arquivos usam o mesmo tipo de compressão: mp4, divx, xvid…

Vamos dizer que você tem o mesmo filme com 1 hora de duração e tem a escolha entre dois arquivos, um com 500Mb de tamanho e outro com 1.000Mb de tamanho, que seria 1Gb, eles mudam em tamanho total de arquivo, mas não mudam em tempo de duração do filme ou vídeo que está guardado neste arquivo.

Se no primeiro arquivo ele precisa de 500Mb para 60 minutos de vídeo, isto significa que ele precisa de 8,33Mb para cada minuto neste vídeo, ou 0,13Mb para cada segundo de vídeo.

Já no segundo arquivo, com a imagem com maior qualidade que a do primeiro arquivo para o mesmo vídeo, ele precisa de 1.000Mb para 60 minutos de vídeo, ou 16,66Mb para cada minuto de vídeo, ou 0,26Mb para cada segundo de vídeo.

O que determina a qualidade do vídeo é a prioridade que aquele vídeo tem para quem vai assistir, quanto mais prioritário vai se querer o vídeo com mais qualidade de vídeo.

Para transformar o vídeo em arquivo o computador precisou transformar o vídeo em um formato de dados que o computador consegue entender e gravar estes dados no computador, que depois foram compartilhados via internet, que é um meio de compartilhamento de dados, então você procurar estes arquivos na internet com o aplicativo correto para isto em seu computador, baixa esse arquivo para dentro do seu computador e então usa um programa que consegue transformar esse arquivo de dados no vídeo que você assiste na sua tela.

E o que o satélite tem a ver com isto?

É simples, para que o vídeo do canal chegue na sua casa, na operadora ele é transformado para um formato de arquivo, como esse arquivo será transmitido diretamente para a casa do cliente, a operadora irá escolher a qualidade de imagem para este arquivo, que podemos medir também em quantos Mb por segundo ele irá ocupar. Este arquivo terá que passar direto para um meio de transmissão de dados, que faria, por exemplo, o papel da internet, este meio é o satélite, que fará a ligação entre a operadora e a casa do assinante.

Na casa do assinante um computador terá que receber este arquivo enviado pela operadora e transformar ele de novo em vídeo, este computador é o receptor digital de satélite, que já tem na memória os aplicativos certos que transformam este arquivo enviado pela operadora em imagem na tela da televisão do assinante.

Cada TP no satélite tem a capacidade de retransmitir uma certa quantidade de Mb/s em arquivos de vídeo enviados pela operadora, essa capacidade é em média de 64 Mb/s para cada TP Banda KU no satélite.

Acontece que a necessidade de qualidade de imagem que a operadora necessita para cada canal que ela transmite varia entre 1,5 Mbps a 14 Mbps, sendo que as transmissões HD são as que precisam de mais dados por segundo. Se eles forem enviados em sua qualidade máxima de imagem será possível colocar apenas 4 canais HD por TP. Se a qualidade for sendo diminuída irão caber mais canais.

Ou seja, a operadora tem X canais para transformar em arquivos que ocupam X Mb por segundo e enviar via satélite em que cada TP pode transmitir em média 64 Mb por segundo.

Entendendo isto fica mais fácil entender por que a operadora precisa organizar os seus TPs para transmitir os canais de seus pacotes.

– Ela precisa decidir a qualidade, em Mb por segundo, cada canal será transmitido via satélite.

– Precisa organizar todos os canais de acordo com a capacidade de transmissão em Mb por segundo de cada TP no satélite.

– Além disto ela precisa agrupar estes arquivos de uma maneira que fique mais fácil aplicar a criptografia em cada canal no TP.

Esta última parte é bem importante, mas não decisiva.

Apesar de ser melhor para a operadora agrupar determinados canais para aplicar neles diferentes versões de criptografia de maneira mais fácil, nem sempre é possível ter todos os canais em que se necessita colocar uma versão mais forte da criptografia, agrupados nas mesmas TPs.

Isto por que os canais vão sendo arranjados por uso de Mb por segundo e qualquer sobra de capacidade de transmissão em um TP pode determinar que se mude um canal de TP para otimizar o uso daquele TP.

A Sky por exemplo tem canais com versões diferentes da mesma criptografia, sendo que os canais HD da operadora usam versões mais fortes da criptografia.

Tem que se levar em consideração que determinados TPs podem ter uma melhor qualidade de sinal e por isto podem ser prioritárias para determinados canais.

Aconselho que, para entender um pouco mais sobre isto, você leia também a matéria Quanto de dados transmite um TP de satélite e quanto um canal consome em dados para ser transmitido via satélite.

Você também pode ver a lista de TPs e canais do C2/C4 atualizada em Lista de TPs e Canais do StarOne C2/C4 – Última atualização