Pirataria no satÉlite rendeu prisão hoje aqui no Brasil

974

Segundo informações veiculadas hoje pelo site de notÁ­cias 180 Graus, uma ação conjunta da Anatel e PolÁ­cia Rodoviária Federal efetuou a prisão de um caminhoneiro no KM 333 da BR 343, em Teresina-PI.

O motivo da prisão foi por que o caminhoneiro estava pirateando um transponder de um satÉlite utilizado para transmissões militares da Marinha dos Estados Unidos, interferindo nas comunicações daqueles militares.

Para cometer tal ato de pirataria o caminhoneiro usava um rádio FLTSATCOM que estava instalado em seu caminhão Mercedez Benz 2544.

A PolÁ­cia Federal divulgou apenas as iniciais do caminhoneiro, que tem 46 anos e É natural de Antônio Almeida/PI.

Ele se encontra preso em Teresina/PI e vai responder pelo crime de pirataria de sinal de comunicação internacional.

Não É a primeira vez que uma pessoa É presa no Brasil pelo motivo de estar pirateando os sinais de comunicação de um satÉlite militar norte americano.

Outro fato interessante desta história É que a tÉcnica É a mesma usada pelos mantenedores da pirataria da tv por assinatura, que se aproveitam de transponders com baixa segurança para transmitir as chaves de codificação da tv por assinatura atravÉs do mÉtodo de SKS.

O SKS no entanto não utiliza os satÉlites militares pois eles sabem que o risco de se envolverem em encrenca É maior.

Mas este roubo de sinal no satÉlite praticado pelo SKS tambÉm É uma pirataria de sinal de comunicação.

Ou seja, quem mantÉm o SKS comete dois crimes de pirataria, o primeiro É piratear o sinal do satÉlite para enviar as chaves via SKS e o segundo É piratear os canais da tv por assinatura.