Operadoras de TV por Assinatura não devem combater cardsharing

695
Pelo menos por enquanto as operadoras de tv por assinatura não devem combater o cardsharing, que É o compartilhamento de um cartão de acesso Á  programação da televisão por assinatura via satÉlite.

O motivo desta passividade se deve a outros assuntos de maior gravidade para as operadoras e outros metódos de ataque ao sinal de seus canais codificados que logram muito maior sucesso que o cardsharing. Podemos destacar que os chamados gatonets são esquemas de quebra de sinal da operadoras de tv por assinatura centenas de vezes mais prejudiciais a elas que o cardsharing.

Vale destacar que atualmente existem mais de sete milhões de assinantes de tv por assinatura no Brasil, uma grande parcela dos quais assinam os pacotes de tv a cabo NET e da tv via satÉlite SKY.

Estima-se que atualmente existem aproximadamente trinta mil usuários de cardsharing no Brasil, ou seja, uma pequena porcentagem em relação ao total de assinantes dos serviços oficiais.

É bom que se saiba tambÉm que o serviço de cardsharing É, em sua maior parte, bastante problemático, o que acaba incentivando o usuário que o experimenta a assinar um serviço oficial de tv por assinatura.

Depois que a Telefonica TV Digital fechou o seu sinal, migrando para Nagra 3, oitenta por cento dos usuários dos esquemas tipo Azbox migraram para o TV por assinatura oficial ou ficaram sem assistir a tv digital via satÉlite.

Salvo alguns servidores de cardsharing que estão se expondo excessivamente, por enquanto as operadoras devem fazer vista grossa para esta atividade.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here