O SATÉLITE DE TELECOMUNICAÇÕES VENEZUELANO SIMON BOLÍVAR PAROU DE FUNCIONAR REPENTINAMENTE

1419

A Venezuela perdeu seu primeiro satélite de telecomunicações três anos antes do fim estimado da sua vida no espaço expirar. Em uma breve declaração, o Ministério da Ciência e Tecnologia da Venezuela anunciou no último 25 de março que após quase “12 anos de operações e devido a uma falha, o satélite Simón Bolívar não continuará a fornecer serviços de telecomunicações”.

Dessa forma, sem dar mais explicações, o regime de Nicolás Maduro reconheceu que o primeiro satélite de grande porte do país, com 5.1 toneladas, construído e lançado pela China em outubro de 2008, estava fora de órbita sem possibilidade de recuperação. Esse “fracasso” deixou grande parte do país com interrupções nas conexões à Internet e em algumas transmissões de rádio e televisão.

Dos três satélites, o Venesat-1 foi o primeiro satélite artificial de propriedade do estado venezuelano, durante o governo de Hugo Chávez, e o nome de Simón Bolívar foi uma homenagem ao libertador do país sul-americano. O lançamento foi realizado no Xichang Space Center, sudoeste da China, após um acordo de cooperação assinado entre os dois governos assinado em novembro de 2005.

O satélite Simón Bolívar foi construído com um investimento de mais de 400 milhões de dólares e era responsável pela área de telefonia e suporte à rede de telefonia móvel celular, transmissão de informações por teleducação em comunidades de áreas de difícil acesso e transmissão de mensagens via internet.

lista iptv legal 104 canais gratis ao vivo
lista iptv legal 104 canais gratis ao vivo

A perda do Venesat-1 pode ter sido causada por “alguns danos internos ao satélite, por um curto-circuito, por exemplo, que lançam dados incorretos no sistema de dados, falhas estas que não puderam ser evitadas. No entanto, não se descarta que o motivo pode ter sido erro humano, seja porque as previsões não foram tomadas ou devido a más práticas”, segundo Luis Zambrano, engenheiro de telecomunicações e ex-trabalhador da Agência Bolivariana de Atividades Espaciais (ABAE).

Entra pro nosso canal no Telegram clicando aqui, clica agora aí vai!

.