Hispasat quer se fundir com outras operadoras de satÉlites

787

Em recente encontro com investidores no Rio de Janeiro, organizado pela Abertis, maior acionista da Hispasat, a controladora espanhola de satÉlites anunciou que deseja se fundir com outras administradoras de satÉlites, mas deixou no ar a resposta de quais seriam estas empresas.

Recentemente a Hispasat tentou comprar a Satmex, mas o negócio foi frustrado com a entrada de outros interessados na compra da empresa mexicana que acabou sendo vendida Á  francesa Eutelsat Communications pelo valor de 1,142 bilhões de dólares, uma quantia que a Hispasat considerou estar muito acima do valor real da Satmex.

A negociação com a Satmex tambÉm interessava Á  Telefônica que pretendia reforçar a sua posição no mercado latino americano.

Como a Hispasat não conseguiu adquirir a Satmex e suas posições orbitais para as AmÉricas a estratÉgia da empresa agora mudou, ela está em negociações avançadas com duas outras operadoras de satÉlites e tambÉm pretende entrar em diversos leilões de posições orbitais que surgirão nos próximos meses, principalmente para o mercado asiático.

A Hispasat aposta suas fichas em uma abertura do mercado de satÉlites de telecomunicações para a China e a Ándia que se ocorrer, se tornará o principal mercado para as administradoras de satÉlite.

A AmÉrica Latina no entanto não está totalmente fora dos planos da empresa já que atÉ 2016 a Hispasat vai lançar os satÉlites Amazonas 4A e Amazonas 4B, alÉm do Hispasat AG1 e Hispast 1F.

O satÉlite Amazonas 1, que já foi deslocado da posição 61° W para a posição orbital 48°W, atualmente sem transmissões, deverá ser desativado em breve segundo a Hispasat.

amazonas 1 e 2


LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here