E o defeito do satÉlite Amazonas 4A É este:

901

Avalie este artigo [starrater tpl=10]
Que novela esse satÉlite Amazonas 4A e a posição orbital 61°W da Hispasat.

Em video conferencia ontem a empresa falou sobre o defeito do satÉlite e as supostas definições quanto Á  posição 61°W.

A Hispasat esclareceu algumas coisas sobre a posição orbital famosa, atualmente sendo usada para a transmissão de algumas tvs por Assinatura: Vivo TV, CTBC e Oi TV, esta Áºltima, sócia da Hispamar, uma empresa brasileira que cuida da parte tÉcnica de transmissão e ocupação dos transponders da posição orbital 61W e que tem como sócia a operadora… Oi.

O interessante É que a Oi caiu fora de uma posição orbital da qual teoricamente ela É dona e foi para em um satÉlite de outra empresa, a SES.

Mas seguindo com o caso, a Hispasat diz que o satÉlite Amazonas 4A ainda não se encontra na posição orbital 61ºW, o Amazonas 4A encontra-se em uma posição orbital de teste, segundo o site Lyngsat ele está atualmente na posição 51°W.

Durante a realização de testes com o satÉlite Amazonas 4A já em órbita, ele apresentou o problema no sistema elÉtrico, o que deverá comprometer a capacidade de transmissão do satÉlite, como solução, a Hispasat pretende diminuir a quantidade de transponders ativos no Amazonas 4A, quantos? Ainda não foi divulgado.

O satÉlite Amazonas 4A está equipado apenas com transponders Banda KU, num total de 24.

Outra informação dita pela Hispasat na conferência e eu acredito que seja um erro na informação, É que atualmente a posição orbital 61° W está ocupada apenas pelo satÉlite Amazonas 3, a Hispasat esqueceu de falar sobre o Amazonas 2, que acreditamos, está na mesma posição orbital.

O impressionante É que o lançamento do Amazonas 4A foi adiado várias vezes por que em solo o satÉlite já apresentava problemas de funcionamento.

O custo total do satÉlite está estimando em 140 milhões de Euros.

A Hispasat afirma que deve deslocar o Amazonas 4A para a 61ºW quando finalizar os testes e definir a nova capacidade de transmissão do satÉlite.

No entanto, ainda não se sabe se alguma das operadoras tradicionais desta posição órbital já contratou os transponders deste satÉlite para aumentar a sua capacidade de carregar canais.

A Hispasat reforça que tem um plano de contingência para o problema com o 4A, mas não revela que plano É esse.

problemas amazonas 4a


LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here