[Apreensão de Receptores] Carga trazida do Uruguai foi apreendia no Rio Grande do Sul

555

A fronteira do Brasil com Uruguai É bastante visada, claro, tanto pela polÁ­cia quanto por quadrilhas que adoram levar as mercadorias que diariamente trafegam pelas rodovias que interligam aquelas regiões.

Ora, diariamente nos jornais daquela região estão dezenas de notÁ­cias de apreensão de mercadorias, quem conhece as fronteiras daquela região sabe que passam milhares de pessoas com mercado rias legalmente ou ilegalmente importadas, e algumas dezenas de apreensões são feitas por dia, alÉm de outra dezenas de roubos, infelizmente.

Diante deste quadro, e ainda lembrando como funcionam as coisas na dita fronteira da “amizade”, É de se estranhar que hajam apreensões de receptores para tv digital? Claro que não.

O que se tem que fazer É saber interpretar apreensões como esta, anunciada pelo jornal A Plateia Online, http://jornalaplateia.com/aplateia/?p=5591

Primeiro por que o jornal entrega toda a notÁ­cia, a mercadoria, uma carga de Lexusbox foi apreendida por que não tinha a documentação regular de importação e por que os infratores foram denunciados.

Da primeira informação entende-se que, não É proibido importar legalmente Lexusbox, mesmo sabendo que a função deste tipo de receptor É abrir o sinal de tvs a cabo, não serve para mais nada a não ser se apropriar de forma ilegal do sinal das tvs a cabo, ponto.

Da segunda informação, para quem está acostumado Á s habitualidades da fronteira da amizade, sabe que, quem denuncia, normalmente, são aquelas lojas que estão no Uruguai ou no Paraguai, na qual o comprador não É habitual e de cara chegou comprando uma boa carga de mercadorias e já deu a entender que iria cair fora logo.

Esse tipo de comprador É uma mão na roda para servir de cobertura a outros que, sabem das manhas do local e esperam o pato ser pego na estrada para passar com carga muito maior.

Ora, Porto Alegre e região já estão se tornando o mesmo que as regiões metropolitanas do Uruguai, onde os receptores alternativos estão se tomando conta da captação de tv por assinatura, sem pagar nada, enquanto as empresas legalizadas estão perdendo clientes rapidamente, ou seja, deixando de faturar.

É certo que as ações contra o contrabando estão se tornando a cada dia mais ativas e atÉ mesmo tecnologicas, mas É a apreensão no Uruguai, principal porta de entrada dos receptores, que deve minar o mercado de receptores na AmÉrica Latina, atÉ que outra rota se torne mais viíel para os importadores de receptores não homologados.

Veja a reportagem no jornal A PlatÉia http://jornalaplateia.com/aplateia/?p=5591

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here