Serviços da Pirataria da TV por Assinatura estão sendo atacados por hackers profissionais contratados pelas empresas de tv paga

1460

Avalie este artigo [starrater tpl=10]
A próxima vez que você se deparar com uma reclamação feita pelas marcas de receptores de tv pirata de que os seus servidores foram atacados por hackers e estão fora do ar, É melhor você levar este comunicado a sÉrio, pois esta É a nova estratÉgia das empresas que atuam no mercado da tv por assinatura.

Contratar hackers profissionais para fazer ataques de negação de serviços contra os servidores que fornecem conteÁºdo pirata atÉ conseguir deixar o serviço completamente fora do ar ou impossÁ­vel de ser usado com qualidade.

A estratÉgia vem sendo usada atravÉs do mundo e aqui mesmo no Brasil eu já li em alguns fóruns oficiais de marcas de receptores piratas a alegação de que seus servidores estavam fora do ar por terem sofrido ataques de harckers, ataques estes que nunca foram assumidos nem mesmo pela Aliança Contra a Pirataria da TV por Assinatura.

No entanto, esta semana, na Europa, a Mediapro e a Prisa resolveram falar sobre a estratÉgia e revelar a contratação de uma empresa de hackers profissionais para atacar a distribuição ilegal de eventos de futebol da Espanha via IPTV.

A empresa se chama IPRODED e ela se utiliza de um programa chamado Hermes que varre a internet em busca dos servidores de pirataria dos eventos via IPTV, por meio de sites e tambÉm P2P.

Para se ter uma idÉia, somente na partida entre Real Madrid e Barcelona na semana passada, a IPRODED conseguiu atacar com sucesso 1.000 páginas piratas que estavam compartilhando a partida via IPTV.

Com o uso do software Hermes a IPRODED consegue bloquear de forma imediata registros, proxis, domÁ­nios, servidores e serviços de navegação anônima usados pela pirataria.

Tanto a IPRODED quando o software Hermes tem permissão para agir de modo legal desde que sejam usados contra conteÁºdos que violem os direitos autorais de terceiros.

Segundo dados levantados pela empresa de hackers, em dias de jogos da Liga Espanhola, somente uma das páginas usadas para compartilhar a partida via IPTV responde por 9% de todo o tráfego da internet na Espanha, tendo o seu dono conseguido juntar uma fortuna consideríel com a atividade e publicidade neste site.

Tanto o ataque de hackers aos serviços ilegais quanto novas legislações facilitando o bloqueio de sites e serviços online da pirataria da tv por assinatura devem aumentar neste ano de 2014, tanto na Europa quanto aqui na AmÉrica Latina.

Desta maneira o cÁ­rculo vai fechando em volta das opções atuais usadas pela pirataria da tv paga.

hacker ataque

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here