Preço de Receptor de SatÉlite no Paraguai continua a cair

1054

Sinal da mudança de hábitos, sinal da crise, sinal de que não estão conseguindo vender tantos receptores de satÉlite piratas quanto antes: os preços de receptores de satÉlite no Paraguai continuam a cair.

Modelos que continuam a ter suporte de servidores de SKS e IKS, como os da marca Cinebox, antes do Áºltimo aumento repentino do dólar custavam cerca de 100 dólares no Paraguai, os preços foram caindo para cerca de 85 dólares no começo desta ano e agora estão beirando os 70 dólares, um pouco acima deste valor.

Há casos, como o da marca Gigabox, que o preço caiu praticamente pela metade, chegando a vender receptores por 50 dólares, valor muito próximo ao que É oferecido pelos fabricantes na China.

Marcas como Tocomsat e Tocombox tambÉm tem seguido esta tendência de queda, mas outras como Duosat e Freesky estão segurando os seus preços lá em cima.

As marcas que citei acima tem atualizado os seus receptores e continuam a oferecer os servidores de abertura de canais para os compradores.

Em relação Á  fronteira as notÁ­cias que obtive É de que, apesar de a PF ter se concentrado no tráfico de drogas e de armas, que cresceu bastante nos Áºltimos meses, a repressão aos eletrônicos proibidos, como É o caso dos receptores de satÉlite não homologados pela Anatel, continua a acontecer.

Quando o mercado começa a derrubar demais os preços significa que não está fácil vender como antes, será que há um efeito Netflix aÁ­ tambÉm?