Mais de 600 mil receptores de tv pirata foram esmagados por rolo compressor

900

Quando se trata de combate Á  pirataria da tv por assinatura as operadoras europeias não estão mesmo para brincadeira.

Veja só esta notÁ­cia de uma mega operação de destruição de receptores de tv por assinatura pirata promovida pela operadora Canal+: foram destruÁ­dos nada menos que 669.539 receptores piratas e 539 cartões de acesso condicional originais de operadoras de tv por assinatura, estes eram usados em servidores de cardsharing.

A operação foi realizada na África, mais precisamente na Costa do Marfim onde a Canal+ atua e tem aproximadamente 380 mil assinantes, ou seja, os mais de 600 mil receptores piratas esmagados nesta mega operação patrocinada pela operadora fomentavam um mercado pirata que era bem maior que a base de assinantes da operadora naquele paÁ­s.

Este total de receptores que foram esmagados foram apreendidos entre junho de 2014 e maio de 2016, mas estimasse que há 1,8 milhões de receptores de satÉlite para tv pirata instalados em todo o paÁ­s.

A estimativa É que cada receptor pirata na Costa do Marfim paga entre 3 a 4,5 Euros para ter acesso ao pacote completo de canais da Canal+ enquanto a operadora cobra cerca de 15 Euros pelo mesmo pacote.

Apesar da mega destruição de receptores ocorrida no paÁ­s, pode-se dizer que por enquanto o que se conseguiu em relação ao combate da pirataria da tv por assinatura foi enxugar gele.