Maior operação de COMBATE a RECEPTORES DE TV PIRATA do mundo está em curso

3626

A polÁ­cia escocesa anunciou que está colocando em marcha a maior operação de combate a receptores de tv pirata executada em todo o mundo.

O objeto inicial dos escoceses É acabar com a importação de uso de receptores de tv pirata baseados em Android e atÉ mesmo de dispositivos do tipo Android TV Box e atÉ mesmo aqueles mini pcs Android do tamanho de pendrives e que se ligam Á s tvs por meio de portas HDMI.

O combate está se estendendo, por enquanto, a todo o Reino Unido, e segundo esta operação de combate aos receptores de tv pirata, alÉm dos receptores convencionais que conhecemos aqui no Brasil, tambÉm os dispositivos baseados pura e simplesmente em Android com vistas a assistir conteÁºdos em vÁ­deo e “transformar” as televisões em Smart TVs estão sendo considerados ilegais no Reino Unido pois É sabido publicamente que o principal uso destes dispositivos É para consumo de conteÁºdo em vÁ­deo de forma ilegal.

Em um primeiro momento os policiais escoceses estão centrando forças em acabar com o uso destes dispositivos em locais pÁºblicos, mais exatamente em bares que usam receptores piratas para oferecer para os seus frequentadores os principais eventos esportivos da Europa, principalmente partidas de futebol.

A prática se “tornou” uma febre na Escócia, tanto pela quantidade aplicativos de streamings piratas que fornecem os canais com estes eventos esportivos, quanto pela qualidade de imagem que se consegue com estes streamings pois a velocidade e estabilidade da conexão de internet no paÁ­s É excelente.

AlÉm disto os escoceses tambÉm tem grande facilidade a equipamentos que permitem a montagem de servidores de streaming de canais da tv paga, o que facilita a montagem de serviços privados de pirataria da tv por assinatura.

Qual É a penetração da pirataria da tv por assinatura no paÁ­s não foi divulgado pela operação, mas ela já É considerada como alarmante pela FACT (Federation Against Copyright Theft), entidade que reÁºne grandes produtores de conteÁºdo para a tv por assinatura e que solicitou da polÁ­cia do Reino Unido que tal operação fosse colocada em marcha.

AlÉm dos eventos esportivos, tambÉm estão sendo eleitos como os principais vilões da pirataria da tv por assinatura os aplicativos PopCorn Time, Showbox e Kodi, que facilitam o acesso dos usuários ao conteÁºdo pirata e que rodam em dispositivos Android que custam muito barato e que são muito fáceis de serem importados da China.

A polÁ­cia escocesa faz questão de enfatizar que esta É a maior operação de combate Á  pirataria da tv por assinatura em todo o mundo e que ele irá durar ainda bastante tempo.

Como os europeus estão lutando para que não haja limitação geografica para os conteÁºdos e canais de tv por assinatura disponibilizados em paÁ­ses da Comunidade Europeia, será que está operação de combate Á  pirataria da tv por assinatura irá se estender por toda a Europa?

Outro fato interessante É que a Escócia É o primeiro paÁ­s a dizer com todas as letras que os mini computadores Android TV Box são sim dispositivos cujo principal objetivo É lucrar com a pirataria de conteÁºdos protegidos por direitos autorias e está se encaminhando para proibir de vez a importação e uso deles.

Será que este entendimento tambÉm chega ao Brasil, que já proibe a comercialização e uso de receptores de tv não homologados?