500 mil clientes IPTV sem pai nem mãe

243

O site TorrentFreak noticiou na data de hoje que uma superoperação policial, que revistou a casa de 20 suspeitos, desmantelou uma rede de distribuição de canais televisivo e conteúdo de entretenimento digital via IPTV pirata que servia a 500 mil clientes assinantes.

Esta grande operação, a maior já ocorrida no país, se deu na Europa (de novo), mais precisamente na Itália.

Há alguns pontos que merecem destaque no desmantelamento desta rede de serviços IPTV, que mostram como as pessoas que estão atuando neste mercado paralelo conseguiram um alto nível de organização e cooperação entre si.

A operadora que estava tendo o seu sinal pirateado pela rede de serviços IPTV é a Sky TV europeia.

Um dos principais locais visitados pelos policiais foi um provedor de serviços de internet cujos servidores eram usados por vários fornecedores de IPTV, inclusive este que hoje foi desmantelado. A provedora de serviços de internet, que atendia a diversos outros tipos de empresa e para a prestação de serviços de internet ela é legalmente constituída na Itália, é a CyberGroup.

As casas visitadas para polícia estão localizadas em diferentes cidades e regiões da itália: Toscana, Emilia-Romagna, Campânia e Calábria.

Na Campânia, as autoridades dizem que foram capazes de identificar o administrador do ‘CyberGroup’, um serviço bem conhecido nos círculos piratas de IPTV para facilitar o acesso a fluxos ilegais. Ainda na Campânia as autoridades identificaram uma entidade responsável pela gestão dos pagamentos referentes a assinaturas piratas da Sky TV.

Na Toscana, foi realizada uma busca contra um suspeito que teria instalado 50 dispositivos móveis (???_ essa é a informação da polícia sobre a apreensão) para distribuir ilegalmente conteúdo da Sky TV.

As outras casas envolvidas na operação continham desde a captação e repasse dos conteúdos a até a preparação e venda de dispositivos preparados para a recepção do conteúdo dos servidores IPTV, bem como a venda de acesso, prospecção de comerciantes locais para a venda dos serviços, etc.

A operação que hoje culminou na derrubada de serviço para 500 mil clientes do IPTV pirata é chamada de “Operação: A Rede” e começou em novembro de 2020, quando uma operação realizada naquele momento derrubou outro grupo de servidores que distribuiam para 50 mil clientes.

O resultado de hoje foi muito elogiado pelas autoridades italianas responsáveis pelos serviços de comunicações legalmente estabelecidos no país, bem como por entidades de proteção aos direitos autorais e pela Sky TV, cujo sinal era retransmitido sem autorização pelos servidores desmantelados.