Canal do cantor Cristiano Araújo é um dos que mais cresce no Youtube Brasil

902

Dois meses após a morte do cantor sertanejo Cristiano Araujo ainda não foram suficientes para abrandar o sucesso que o cantor fazia entre os fãs que também gostavam de assistir aos clipes das suas músicas na internet.

Vou confessar que eu não gosto de música sertaneja, apesar de ser goiano, mas por ocasião da morte de Cristiano Araujo, como eu tenho um interesse pelas estatísticas do Youtube, acessei um ótimo site com informações sobre os canais do Youtube e vi que o canal do Cristiano Araujo estava entre os 40 com mais acesso e visualizações no Youtube Brasil.

Alguns dos cantores sertanejos também tinham, e ainda tem, canais no Youtube que são muito acessados e estão à frente do canal de Cristiano Araujo em número de acessos, Michel Teló, Henrique e Juliano e Luan Santana são estes cantores que atualmente estão à frente de Cristiano Araújo em número de visualizações em seus canais, que é a estatística que realmente conta no Youtube.

Acontece que enquanto os canais destes cantores sertanejos praticamente estabilizaram em número de visualizações, a publicidade gerada em torno do nome e das músicas do contato Cristiano Araújo por ocasião de sua morte fizeram o canal do sertanejo aumentar de forma substancial as visualizações.

lista iptv legal 104 canais gratis ao vivo
lista iptv legal 104 canais gratis ao vivo

O canal de Cristiano Araújo no Youtube já é o 23° maior do Youtube Brasil e a tendência é continuar subindo.

Ele tem 40 milhões de visualizações mensais, muito mais que outros cantores que estão à sua frente, Michel Teló não chega a 10 milhões de visualizações mensais, Henrique e Juliano tem 38 milhões de visualizações mensais e Luan Santana tem 23 milhões de visualizações mensais.

A tendência, é claro, é que o canal vá perdendo visualizações à medida que não há mais nenhuma novidade a ser lançada em nome do cantor.

Mas este é um bom exemplo do como o Youtube pode revelar o que é mais popular entre a população conectada e como as mídias offline ainda podem influenciar as tendências do que é procurado na internet.