Telefônica oferecerá Banda Larga via satÉlite Amazonas no Brasil pelo PNBL

1823

Mais uma operadora quer investir no Plano Nacional da Banda Larga, PNBL, que tem Regime Especial de Tributação.

É a Telefônica, que pretende fazer um aporte de R$ 14,4 milhões para oferecer Banda Larga via satÉlite para as cidades de Juazeiro do Norte (CE), Imperatriz (MA), BelÉm (PA), São LuÁ­s (MA), Boa Vista (RO) e Manaus (AM).

A Banda Larga via satÉlite deverá ser transmitida via Banda Ka do satÉlite Amazonas 3 e ficará a cargo da empresa Via Sat, que tambÉm tem os direitos de uso da Banda Ka do satÉlite Eutelsat 3B.

O usuário final da Banda Larga PNBL nos estados citados acima, que contratarem os serviços da Telefônica, não deverão acessar a Banda Larga diretamente do satÉlite, a tecnologia usada deverá ter gateways que receberão o sinal do satÉlite e injetarão este sinal em um sistema de cabos que espalhados pelos municÁ­pios darão acesso Á  internet ao usuário final.

A ViaSat já conta com a mesma parceria no MÉxico, onde provê banda larga via satÉlite para os clientes da operadora Movistar atravÉs do mesmo satÉlite Amazonas 3.

Aqui no Brasil ela já conta com clientes corporativos em 2.137 municÁ­pios e buscava parceria com uma operadora para oferecer internet via satÉlite para clientes pessoa fÁ­sica.

A marca ViaSat no entanto não deve aparecer em nenhum momento para o usuário final que a todo momento deverá tratar da contratação e uso da internet PNBL atravÉs da marca Telefônica.


banda-larga-satelite-amazonas