OPERADORA DE TV CONDENADA POR PIRATEAR VIA “GATONET” CANAIS DA DIRECTV NO CHILE

1325

E o Chile condenou uma empresa registrada e prestando serviços como uma operadora de tv por assinatura no Chile por esta operadora estar pirateando canais da Directv atravÉs de um via cabo, o mesmo sistema que aqui no Brasil ganhou o nome de gatonet e É (ou era) muito usado em favelas no Rio de Janeiro.

O gatonet consiste em enviar via cabo para a casa dos clientes o sinal dos canais de uma determinada operadora de tv por assinatura, estabelecendo desta maneira uma operadora de tv por assinatura via cabo pirata.

No caso do Chile a empresa condenada foi a Deygon, segundo as informações da imprensa local, a primeira operadora a ser sentenciada pela Lei de Telecomunicações daquele paÁ­s.

A Deygon, Á  margem de suas operações legais, estava ofertando um pacote com 67 canais da Directv para os moradores das cidades de ChiloÉ e Puerto Cisnes.

A perÁ­cia do caso estabeleceu que a Deygon utiliza decodificadores da própria Directv para a captação dos canais a serem distribuÁ­dos atravÉs de modular e um mesclador que retransmitiam os canais via cabo coaxial para os clientes do pacote pirata. A operação ilegal aconteceu no perÁ­odo entre os anos de 2010 e 2016.

O dono da operadora e seu representante legal foram condenados a dois anos de prisão neste caso. O caso abre precedente para outros processos semelhantes no paÁ­s.

Para quem segue o GPS.Pezquiza.com há algum tempo eu já havia comentando há uns três anos sobre uma briga que estava ocorrendo entre operadoras na AmÉrica Latina em que, sem citar nomes, algumas operadoras estavam acusando outras operadoras de tv por esta prática de pirataria que culminou nesta primeira condenação de uma operadora de tv legalmente estabelecida no Chile por pirataria da tv por assinatura.