Posso trazer pro Brasil ponto extra de um assinante da Directv Argentina?

1431

Estou acompanhando uma discussão interessante sobre trazer um ponto extra de um assinante da Directv Argentina para usar aqui no Brasil.

Esta discussão está acontecendo no fórum do site TV Magazine e foi proposta pelo usuário nirvana que disse que um amigo quer trazer um ponto extra da Directv Argentina para usar em Natal/RN, além de querer saber se há sinal do satélite da Directv Argentina naquela região, ele também quer saber se há alguma ilegalidade, aqui no Brasil, para isto.

O satélite usado pela Directv Argentina é o Galaxy 3C que tem sinal em praticamente toda a América do Sul, incluíndo aí o Brasil, mesmo nas regiões mais ao norte, como é o caso de Natal.

Para captar o sinal do Galaxy 3C, que fica na posição orbital 95°W, com maior qualidade, é melhor que se use uma antena Banda Ku grande, de 90cm ou mais.

lista iptv legal 73 canais
lista iptv legal 73 canais

Outro grande problema de se captar o Galaxy 3C é que este satélite tem Banda KU circular, então é melhor que se consiga um LNB original da Directv Argentina para instalar ele por aqui do que adaptar um LNB daqui para este tipo de captação, apesar de ser possível adaptar com certa facilidade.

Quanto à questão da legalidade, há sim um problema tanto para o Brasil quanto para a Argentina.

Para o Brasil não sei de nenhuma legislação que proíba diretamente a captação do sinal de operadoras de outros países, o problema seria mesmo o uso do receptor da Directv Argentina não homologado pela Anatel para uso no Brasil.

Mas como o código penal brasileiro contempla um amplo buquet de opções, com certeza a captação dos canais, mesmo usando um receptor original da Directv Argentina, e pagando a mensalidade, deve ser punida de alguma maneira.

Com certeza devem haver uns poucos usuários de receptores originais de operadoras de tv por assinatura de países vizinhos ao Brasil sendo usados aqui no Brasil, mas são tão poucas pessoas e esse tipo de ação é pouco combatida até mesmo para a divisão de pontos extras das operadoras brasileiras, que o combate chegar a estes usuários me parece ser uma coisa muito distante.

Havia também uma dúvida quanto a enviar dinheiro ao amigo argentino para ajudar a pagar a mensalidade da Directv, problema que no meu entender não existe, já que o Paypal está aí para isto mesmo.

E eu gostaria de saber de uma história real de alguém que faça este tipo de divisão de pontos extras de uma operadora de outro país, um tipo de intercâmbio de tv por assinatura, para publicarmos aqui no GPS.Pezquiza.com.

Em tempo, o pacote de canais da Directv Argentina é excelente e tem muitas opções que aqui no Brasil não existem.

Uma boa semana para todos.