Receita Federal tá tocando o terror na fronteira do Paraguai

656

Avalie este artigo [starrater tpl=10]
O negócio na fronteira com o Paraguai não está fácil para ninguém, se por um lado nós brasileiros temos muito a agradecer a Polícia Federal e à Receita por estarem cuidando bem das nossas fronteiras mais perigosas, por outro lado os pequenos comerciantes que sobrevivem de trazer produtos do Paraguai estão em sérios problemas.

A frase mais certo para o que está acontecendo com a fase atual da Operação Fronteira Blindada é: A Receita Federal está tocando o terror na fronteira do Paraguai.

A ordem por lá parece ser mesmo: Não vai passar nada até a final da Copa do Mundo.

Estive visitando alguns dos famosos camelodromos aqui de Goiânia e conversado um pouco com o pessoal sobre a fronteira, está todo mundo assustado, até quem se achava muito esperto e que tinha caminhos alternativos para fugir da fiscalização mais pesada está com medo e com clima de incerteza.

Ninguém quer se arriscar, já que também o crime organizado perdeu grande parte dos seus esquemas na fronteira neste momento e estão usando os macetes dos comerciantes para tentarem se livrar da PF.

A regra atual para quem quer se preservar é esperar a Copa do Mundo acabar e torcer para que a fiscalização dê uma acalmada.

Nos últimos tempos o blog oficial da Receita Federal intensificou a publicação de apreensões, numa demonstração de que o negócio lá na fronteira não está para brincadeiras, a Receita tem feito de uma vez apreensões que beiram R$ 1 milhão.

O conselho para os turistas que vão para fazer pequenas compras no Paraguai é só viajarem se realmente não tiver outro jeito e redobrar os cuidados quando voltarem do Paraguai ao Brasil.

O site da operação Fronteira Blindada é:http://acoesdareceita.receita.fazenda.gov.br/

Receita Federal Fronteira Paraguai