GLOBO SE VENDEU À TV ESTATAL CHINESA(???)

0
1937
globo tv estatal chinesa
globo acordo tv estatal chinesa

Começa a ganhar corpo nas redes sociais uma notÁ­cia que poderia ser considerada como requentada, não fosse, na Época, ela não ter sido divulgada com o devido destaque que merecia.

No dia 14 de novembro de 2019 foi publicado, de forma discreta, em uma coluna online do jornal Folha de São Paulo, a notÁ­cia de que um dos donos da Grupo Globo, o Sr. Roberto Marinho Neto, foi atÉ a sede do canal chinês de notÁ­cias CGTN para assinar contrato para o que o próprio colunista da Folha de São Paulo colocou entre aspas… “troca de programas e colaboração em produção”, “parceria em filmes e TV, esportes e tecnologia 5G”.

Veja no canal GPSPezquizaOficial: BAND FAZ ACORDO COM TV ESTATAL CHINESA CGTN PARA INTERCÁ‚MBIO DE CONTEÁšDO.

A saber, a CGTN faz parte do maior corporação de comunicação do mundo, corporação esta que É estatal chinesa e controlada pelo PCC (Partido Comunista Chinês), que leva a má fama de manipular informações obedecendo os comandos do lÁ­der supremo da China e do partido, Xi Jinping.

Após a assinatura do contrato com a CGTN, em sua declaração Á  imprensa daquele paÁ­s, Roberto Marinho Neto prometeu “usar as plataformas de mÁ­dia do Grupo Globo, como TV, rádio e novas mÁ­dias, para expandir a cooperação com o China Media Group na coprodução de filmes para TV, no compartilhamento de conteÁºdo de programas e no uso de novas tecnologias”. Lembrando que com o PCC chinês o comprometimento das promessas tem o mesmo peso de quando se compromete com o PCC brasileiro, sim, não É o partido, É esse PCC mesmo que você está pensando.

Quando da assinatura do contrato entre Globo e CGTN, a emissora já havia firmado parceria no mesmo sentido com o tambÉm brasileiro Grupo Bandeirantes de Comunicação, mas É desnecessário comparar o poderio midiático entre os dois grupos de televisão brasileiros, não É mesmo?

Os chineses, Á  Época, procuravam justificar suas parcerias como um interesse de tornar a cultura chinesa conhecida nas diversas regiões do mundo bem como expor aos diversos povos os benefÁ­cios da organização polÁ­tica implementada pelo partido comunista chinês. Vale lembrar que um dos programas emitidos pela Band, por ocasião da visita dos polÁ­ticos chineses ao Brasil, tambÉm naquela Época, era entitulado “Frases clássicas citadas pelo presidente Xi Jinping”.

CGTN fechou parceria com tv estatal brasileira

Mas espere, você imaginou que a parceria do grupo de mÁ­dia estatal chinês se limitava Á s emissoras privadas? Pois É, se enganou.

O MinistÉrio da Cidadania tambÉm assinou, na mesma Época que as emissoras brasileiras, assinou acordo com o China Media Group/CGTN, para um intercÁ¢mbio de programas e filmes, promoção de festivais de cinema nos dois paÁ­ses e abertura de conversas para estabelecer um canal de tv por assinatura dedicado exclusivamente a programas e filmes “sino-brasileiros”.

O MinistÉrio da Cidadania comanda, entre outras, a Ancine (Agência Nacional do Cinema) e o programa Bolsa FamÁ­lia.

Quando da assinatura do contrato com a China Media Group, o MinistÉrio da Cidadania era comandado por Osmar Terra (do MDB).

Mas não para por aÁ­, o mesmo China Media Group/CGTN, assinou contrato similar, na mesma Época com a Empresa Brasileira de Comunicação (EBC), estatal brasileira presidida pelo general Luiz Carlos Pereira Gomes.

Por fim, mas não menos importante, vale lembrar da grande amizade existente entre o vice presidente do Brasil, General Mourão, e as autoridades polÁ­ticas e empresarias chinesas. O nosso vice presidente, desde a posse em 2019, já realizou algumas viagens Á  China a fim de iniciar negociações e atÉ mesmo tranquilizar os chineses quanto Á  participação irrestrita destes em grandes projetos aqui no Brasil, como É o caso do 5G e a empresa Huawei chinesa. Você pode constatar esta realidade no seguinte link que leva a pesquisa no Google exclusivamente para matÉrias publicadas na CGTN envolvendo o VP General Hamilton Mourão, clique aqui.

Entra pro nosso canal no Telegram clicando aqui, clica agora aÁ­ vai!

.