RODA VIVA DELETOU STREAMING ORIGINAL DO PROGRAMA COM JAIR BOLSONARO PARA ESCONDER TOTAL DE VISUALIZAÇÕES DO PROGRAMA AO VIVO

2593

Show de horrores, é o que se pode dizer quando uma emissora usa dinheiro pública para sabatinar um postulante ao principal cargo público do país, trazendo para isto a nata daqueles que se dizem alguns dos mais importantes jornalistas da nação mas que se mostraram totalmente despreparados, com atitudes desprezíveis e com grande desrespeito para com o público que estava assistindo ao programa.

Quem é realmente povo, quem quer segurança, quem quer liberdade para trabalhar, quem quer uma carga tributária justa, quem quer relações de comércio internacional mais justas, quem quer eficiência nos serviços públicos, quem quer educação que realmente torne o cidadão culto e preparada para competir com os melhores profissionais do mundo, quer quer o rompimento com ditaduras esquerdistas que estão matando os seus cidadãos na América Latina e no mundo, quem quer que as riquezas do Brasil sejam usadas em benefício da população brasileira, e muitas outras necessidades que todos nós, povo, os que realmente são trabalhadores, não se sentiu representado por aqueles asnos travestidos de jornalistas que estavam sentados na bancada do Roda Viva.

O pior, o produção do programa, bem como a emissora, é custeada pelo dinheiro público. Dinheiro público para produzir um show de horrores.

Os grandes jornalistas que se dizem intelectuais chegaram à baixeza de citar a Wikipedia como fonte de informação para um questionamento, de ignorar os documentos históricos pré republicanos que provam que os livros de história do Brasil usados atualmente estão recheados de mentiras e de omissões sobre o que de fato é a história do Brasil.

Mas para completar o que foi o show de horrores e a manipulação feita pela emissora pública, a equipe da TV Cultura resolveu deletar o streaming original do Roda Viva com o candidato Jair Bolsonaro e republicar o enviar novamente o programa gravado para a sua página no Youtube, este ato seria uma tentativa de encobrir que o aquele programa ao vivo já havia conquistado próximo de um milhão de visualizações somente no Youtube. Quando a equipe da emissora deleta o streaming original e envia o vídeo novamente para o Youtube a contagem zera e começa novamente, perdendo as visualizações obtidas anteriormente.

    COLOQUE seu nome e e-mail abaixo para receber nossas notícias. +100 MIL PESSOAS já cadastradas!!!
    CHEQUE AGORA SUA CAIXA DE ENTRADA para ativar a inscrição no e-mail de confirmação que foi enviado para você

A TV Cultura e sua equipe do Roda Viva tomaram tal atitude pois sabem que contra esse tipo de métrica não há que se fazer, ao comparar a métrica de visualizações entre os programas dos diversos presidenciáveis qualquer pessoa consegue entender quem está dominando o interesse da população no debate político.

O link do streaming original deletado pelo Roda Viva é o seguinte: https://www.youtube.com/watch?v=RQ6gDUTMtLc

Eu tenho este link guardado pois fui um dos que assistiram o programa ao vivo pelo Youtube.

Já o novo link do programa enviado posteriormente pela TV Cultura é o seguinte: https://youtu.be/lDL59dkeTi0

Causa mais suspeita esta atitude da Cultura quando até o Ibope divulgou que o Roda Viva de ontem teve a segunda maior audiência de 2018 perdendo somente para o programa que entrevistou o juiz Sergio Moro.

É triste constatar que o que já foi um dos melhores programas da tv brasileira hoje se tornou uma roda de restos fecais.